Tamanho do texto

Nova celebridade, ginasta tem que conciliar rotina dura de treinos com eventos e prêmios

Arthur Zanetti na apresentação que lhe rendeu o ouro nas argolas
AFP
Arthur Zanetti na apresentação que lhe rendeu o ouro nas argolas

A medalha de ouro conquistada nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 mudou a rotina do ginasta Arthur Zanetti. Antes anônimo na rua, o brasileiro agora precisa conviver com pedidos de autógrafos, conversas com fãs e participações em evento. Tudo isso sem parar de treinar, já que a temporada de competições de sua modalidade só acaba em dezembro.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Zanetti conquistou o ouro na prova das argolas em Londres 2012, deixando o chinês Yibing Chen, campeão em Pequim-2008, com a medalha de prata. Foi também a primeira vez que um atleta do Brasil subiu ao pódio olímpico na ginástica artística.

"Está meio complicado ainda, muita correria, estou tendo muitos eventos. Estamos tentando conciliar com os treinamentos porque o ano ainda não acabou. Continuo treinando normalmente, tenho mais três etapas de Copa do Mundo e férias só lá mesmo no final de dezembro", disse o ginasta.

Leia mais: Um mês após Jogos, Zanetti quer comprar apartamento e se diz 'novo' para casar

Na última terça-feira, Zanetti participou de mais um evento em sua apertada agenda, mas a correria foi recompensada com o prêmio de melhor atleta do ano, oferecido pela revista Sport Life .

A primeira competição do ginasta brasileiro após o ouro olímpico foi o Campeonato Brasileiro em Goiânia, menos de um mês depois de brilhar na capital britânica. Até dezembro, os principais compromissos são as etapas de Ostrava, Stuttgart e Glasgow da Copa do Mundo de ginástica artística.

Mas todo este sacrifício, segundo o próprio atleta, compensa quando vê a importância de seu resultado para o desenvolvimento da modalidade no país. "Posso dizer que a ficha está caindo agora, estou vendo o quanto essa medalha fez bem para a ginástica. Qualquer lugar em que vou, estou sendo reconhecido e isso é importante. Estou levando o nome da ginástica um pouco para frente", explicou.