Ginasta brasileira disse que ficará treinando e ainda pode disputar o Sul-americano da modalidade

Mesmo cansada por conta de cirurgia de uma hora e meia no joelho esquerdo, Daiane dos Santos deixou o Hospital Samaritano, em São Paulo, nesta terça-feira já planejando seus últimos meses como ginasta. A atleta do Esporte Clube Pinheiros negou estar aposentada e se colocou à disposição para as competições até o fim do ano.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Daiane dos Santos negou a aposentadoria após fazer nova cirurgia no joelho
Paul Gilham/Getty Images
Daiane dos Santos negou a aposentadoria após fazer nova cirurgia no joelho

Na sexta-feira, o jornal Extra publicou uma entrevista na qual a gaúcha de 29 anos se despedia do esporte devido ao problema recém-descoberto no menisco lateral de seu joelho esquerdo. "Não adiantei minha aposentadoria. O que eu falei era que esperava competir ainda agora no Campeonato Brasileiro e isso não seria possível por causa do joelho", explicou Daiane.

Leia mais:  Jade Barbosa é a campeã geral do Brasileiro de Ginástica Artística

Primeira brasileira a ganhar uma medalha de ouro em uma edição de Campeonato Mundial, a ginasta encerrou sua carreira na Seleção logo após os Jogos Olímpicos de Londres, mas ainda pode competir pelo clube Pinheiros no Sul-americano, na Argentina, em novembro, e até na etapa de Stuttgart da Copa do Mundo, em dezembro.

"Ficarei treinando normal no Pinheiros. Se precisarem de mim em alguma competição e eu estiver disponibilidade, estiver bem, com certeza eu vou. Pena eu não ter visto o problema no joelho antes, queria muito estar no Brasileiro, mas as coisas acontecem por um motivo", lamentou a ginasta sobre a competição que aconteceu no último final de semana, em Goiânia, e que também não contou com a presença de Diego Hypolito, em recuperação de cirurgia.

"Tem o Sul-americano, mas fiquei sabendo que talvez eles só levassem as mais novas já pensando em 2016 (nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro), e ainda não revelaram quem vai para a Copa do Mundo, mas vai depender da minha performance nos treinos", disse Daiane, que ainda ficará um mês parada, se recuperando da operação, antes de voltar às atividades no Pinheiros. Em 18 anos de carreira, ela já passou por oito procedimentos cirúrgicos. "Oito. Dá para acreditar? Agora eu só quero descansar um pouquinho".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.