Treinador da linha ofensiva do Miami Dolphins aparece em polêmica gravação cheirando pó branco e renuncia seu cargo na franquia; leia mais

Chris Foerster é treinador assistente na NFL desde o ano de 1992
Reprodução
Chris Foerster é treinador assistente na NFL desde o ano de 1992

Os últimos dois dias foram um tanto quanto agitados para Chris Foerster, assistente do Miami Dolphins. O treinador da linha ofensiva da franquia da NFL recebeu os holofotes após um vídeo que se tornou viral na internet. Nas imagens, um homem indicado como o funcionário da equipe, aparece cheirando um branco.

LEIA TAMBÉM: Jogador da NFL dá resposta machista à jornalista e gera polêmica; confira

Após a divulgação do vídeo, o time da NFL se pronunciou. "Nós acabamos de ficar cientes do vídeo e não temos nenhum comentário neste momento”, disse o Dolphins em comunicado. Mas de acordo com informações do jornal Miami Herald , uma investigação foi aberta para saber se era realmente o assistente na gravação.

Assista o vídeo:

Mas um dia após a difusão do polêmico vídeo, o próprio anunciou sua saída da franquia. "Estou renunciando o meu cargo no Miami Dolphins e aceito a total responsabilidade por minhas ações", disse Foerster em um comunicado. "Quero me desculpar com a organização e agora o meu único foco é conseguir a ajuda que eu preciso com o apoio da minha família e dos médicos", completou.

LEIA TAMBÉM: Após críticas de Trump, atletas da NFL protestam durante hino dos EUA

Comunicado de Miami

"Soubemos do vídeo e não toleramos este tipo de comportamento. Depois de conversar com Chris, ele reconheceu sua responsabilidade e aceitou sua rescisão imediatamente. Apesar de Chris não estar mais com a organização, nós vamos trabalhar com ele para ajudá-lo neste momento", comunicou a franquia de Miami.

LEIA TAMBÉM: Cheerleader é atropelada por cinegrafista na NFL; assista o vídeo

Chris Foerster era um dos treinadores assistentes mais bem pagos da NFL, tendo um salário estimado em cerca de R$ 8 milhões. Exercendo este cargo na liga de futebol americano desde o nao de 1992 com o Minnesota Vikings, já teve passagem em outros oito times. Em 2016, deixou o San Francisco 49ers para se unir ao Miami Dolphins .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.