Guia da NFL: quem é quem na NFC Norte

Por Brunno Kono | iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Divisão possui o melhor quarterback, o melhor wide receiver e o melhor running back em atividade na liga. Nenhum dos três joga pelo Chicago Bears, mas as expectativas em cima dos ursos, que estão de treinador novo e sem Brian Urlacher, são positivas

Getty Images
Chicago Bears inicia temporada sem Brian Urlacher, ícone da defesa nos últimos 13 anos

CHICAGO BEARS

Onde joga: Soldier Field
Campanha em 2012: 10v/6d
Campanha da pré-temporada: 2v/2d
Títulos de Super Bowl: 1
Quanto vale: US$ 1,25 bilhão
Técnico: Marc Trestman
O craque: Brandon Marshall (wide receiver)
Torcedor ilustre: Barack Obama (presidente dos EUA)
Objetivo em 2013: sobreviver ao calendário

O time do coração de Barack Obama tem uma bela defesa, principalmente na secundária, com Charles Tillman e Tim Jennings em ótima fase (os dois conseguiram 12 interceptações na temporada passada), mas perdeu o coração do grupo para a aposentadoria. O tubarão branco Brian Urlacher pendurou as chuteiras, deixando Jay Cutler como principal jogador do clube. Uma vez saudáveis, os running backs Matt Forte e Michael Bush podem carregar o time pelo chão, mas Cutler precisa aparecer. O grande problema do Chicago é o calendário devastador.

O Bears abre a temporada diante do bom e jovem Cincinnati Bengals, encara Adrian Peterson e o Minnesota Vikings em seguida, para depois fazer duas partidas complicadas fora de casa, contra Pittsburgh Steelers e Detroit Lions. A volta para Illinois não ameniza a vida da equipe, que pega New Orleans Saints e New York Giants, e depois viaja para a capital, onde encara o Washington Redskins, antes da folga. E depois da folga? Green Bay Packers, Lions novamente, agora em casa, e o atual campeão Baltimore Ravens, também em casa. Quando o encontro com o Ravens acontecer, é provável que o torcedor já saiba se a campanha é digna de corrida para o Super Bowl ou de uma escolha alta no draft de 2014.

DETROIT LIONS

Onde joga: Ford Field
Campanha em 2012: 4v/12d
Campanha da pré-temporada: 3v/1d
Títulos de Super Bowl: nenhum
Quanto vale: US$ 900 milhões
Técnico: Jim Schwartz
O craque: Calvin Johnson (wide receiver)
Torcedor ilustre: Eminem (cantor)
Objetivo em 2013: beliscar os playoffs

O Detroit Lions teve uma série de distrações (prisões) na última temporada que invariavelmente acabaram atrapalhando a equipe. Com Calvin Johnson e Matthew Stafford com contratos assegurados, o time segue forte em termos de ataque aéreo. Reggie Bush chega para resolver a questão das corridas, mas com Johnson sendo uma ameaça gigantesca nos passes em profundidades, o running back pode ficar solto para receber passes intermediários, de cinco, oito jardas.

A linha defensiva, formada por Ndamukong Suh, Nick Fairley, Ezekiel Ansah e Jason Jones – é de dar medo nos quarterbacks rivais. O calendário não favorece os leões de Detroit, mas se eles repetirem a péssima campanha de 2012, o treinador Jim Schwartz deve arrumar as malas para outro lugar.

Getty Images
Com Aaron Rodgers, considerado o melhor quarterback da NFL no momento, Green Bay mira o Super Bowl

GREEN BAY PACKERS

Onde joga: Lambeau Field
Campanha em 2012: 11v/5d, derrota na rodada de divisão
Campanha da pré-temporada: 1v/3d
Títulos de Super Bowl: 4
Quanto vale: US$ 1,18 bilhão
Técnico: Mike McCarthy
O craque: Aaron Rodgers (quarterback)
Torcedor ilustre: Pat Morita (ator, já falecido)
Objetivo em 2013: Super Bowl

Quem tem o melhor quarterback da atualidade deve mirar o Super Bowl, e este é o caso do Green Bay. Aaron Rodgers não tem uma boa linha ofensiva, o ataque terrestre é fraco e a defesa deixa a desejar em vários momentos, mas ele está lá, carregando o Packers nas costas. Desde que assumiu a posição de titular, em 2008, ele já lançou 171 touchdowns e ainda correu para outros 18.

Clay Matthews é o líder da defesa, e terá três ótimos desafios logo nas primeiras rodadas. Na abertura da temporada, os cabeças-de-queijo encaram o San Francisco 49ers, time que os derrotou duas vezes no último ano, com direito a passeio de Colin Kaepernick no segundo encontro. Por que é importante começar bem contra o time californiano? O Green Bay ficou sem saber o que fazer diante de Kaepernick, então é bom a equipe ter melhorado, até porque eles encaram o Washington Redskins de RGIII em seguida, com uma visita ao Cincinnati Bengals na sequência, antes da folga.

MINNESOTA VIKINGS

Onde joga: Hubert H. Humphrey Metrodome
Campanha em 2012: 10v/6d, derrota na rodada de wild card
Campanha da pré-temporada: 1v/3d
Títulos de Super Bowl: nenhum
Quanto vale: US$ 1 bilhão
Técnico: Leslie Frazier
O craque: Adrian Peterson (running back)
Torcedor ilustre: Prince (cantor)
Objetivo em 2013: playoffs

Adrian Peterson é, de longe, o melhor running back da NFL e deve continuar com o título depois de ultrapassar a marca de duas mil jardas terrestres em 2012. A dúvida do Vikings está no ataque aéreo, segundo pior da NFL, com 171,9 jardas conquistadas por partida. Christian Ponder não é unanimidade, mas ele não tem mais desculpas. Greg Jennings, mesmo que ainda bichado, o calouro Cordarrelle Patterson e o tight end Kyle Rudolph formam um trio ofensivo bem decente para um quarterback lançar a bola. O problema é essa bola sair – e Ponder foi irregular na pré-temporada.

Os cinco primeiros jogos do Minnesota são contra Detroit Lions, Chicago Bears, Cleveland Browns, Pittsburgh Steelers e Carolina Panthers. No ano passado, a equipe de Leslie Frazer abriu a temporada com quatro vitórias e uma derrota. Se Ponder e Jennings entrarem em sintonia, repetir esses números é razoavelmente possível.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas