Treinador americano pega 30 anos de prisão por pedofilia

Jerry Sandusky foi considerado culpado por abuso sexual a pelo menos dez adolescentes que atuavam na equipe da universidade Penn State

iG São Paulo | - Atualizada às

AP
O ex- assistente técnico da universidade Penn State, Jerry Sandusky, chega ao tribunal para ouvir sua pena

O auxiliar-técnico de futebol americano da Universidade Penn State, Jerry Sandusky, foi condenado nesta terça-feira a pelo menos 30 anos de prisão, por conta de abuso sexual a adolescentes que jogavam na equipe de futebol americano. Assistente do famoso técnico Joe Paterno, de 68 anos, tinha sido considerado culpado de 45 das 48 acusações em julho. A pena foi lida nesta terça, em Bellefonte, na Pensilvânia.

Sandunsky abusou sexualmente de pelo menos dez garotos durante um período de 15 anos. O caso causou enorme trauma nos EUA, abalando a confiança pública no sistema dos programas esportivos universitários do país. Por conta do escândalo, Paterno foi demitido de Penn State. O treinador acabou morrendo em janeiro deste ano, vítima de câncer no pulmão.

Veja também: Escândalo de abuso sexual a menores abala universidade dos EUA

Jerry Sandusky trabalhou por 23 anos como coordenador dos “Nittany Lions”, como são conhecidos os times da Penn State. Ele se aposentou em 1999, mas continuou usando as instalações da universidade para seguir seu trabalho com a fundação “The Second Mile”, que ele criou para ajudar crianças de famílias carentes. Entre suas vítimas, estavam meninos desta entidade, que após os abusos preferiram ficar em silêncio.

Leia também: Morre Joe Paterno, lendário treinador que se envolveu em escândalo sexual

Em sua defesa, Sandunsky gravou um depoimento, no qual afirmou que não cometeu o que chamou de "atos repugnantes" e disse estar sendo vítima da direção de Penn State, dos promotores públicos e da mídia.

O juiz John Cleland, que sentenciou o assistente técnico de 30 a 60 anos de preisão, disse que de acordo com as leis do estado da Pensilvânia, Sandunsky não poderá ser posto em liberdade condicional antes de cumpriri com o prazo mínimo e que pela sua idade, esta pode ser considerada uma pena de prisão perpétua.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: Jerry SanduskyPenn StateAbuso sexual

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG