Equipe nacional de futsal feminino busca passar para a próxima fase do torneio com uma vitória nesta quarta

O empate contra Portugal por 2 a 2 já é passado, mas as lições que a partida deixou guiarão o Brasil no restante do I Torneio Mundial de Futsal Feminino. E, nesta quarta-feira (8), a Seleção Feminina enfrenta a Tailândia, na terceira e última rodada do grupo A da competição, buscando passar para a próxima fase do torneio.

A partida será realizada no ginásio Poliesportivo José Caballero, em Alcobendas, na Espanha, às 19h30 (horário local - 16h30 no horário de Brasília). Líder da chave com quatro pontos, o Brasil só depende de seu esforço para garantir a classificação. Portugal, segundo colocado, também tem quatro pontos, mas possui saldo de gols menor (14 a 5 a favor das brasileiras). Tailândia e Venezuela têm um ponto cada e estão em terceiro e quarto, respectivamente.

Por isso, até uma derrota pode classificar o Brasil, mas o desejo de todos é que o time volte a jogar. Para que isso aconteça, a principal mudança é a equipe ter mais tranqüilidade durante a partida. "Não adianta pensar no segundo, terceiro ou quarto gol sem fazer o primeiro. Tem que ter a cabeça no lugar e pensar que a jogadora que errou agora será a que vai acertar daqui a pouco e ajudar o time", opinou o técnico Vander Iacovino.

Além disso, o comandante brasileiro ressaltou que o time ainda não está classificado e, por isso, o primeiro objetivo é garantir uma das duas vagas para a semifinal. "Não garantimos nada ainda. O time tem que entrar, fazer seu jogo e se preocupar em atuar bem. Se isso acontecer, se fizermos nossa parte, os gols vão sair e a vaga saíra naturalmente", disse ele.

O Brasil terá uma vantagem em relação a Portugal em uma possível disputa pelo primeiro lugar. O jogo do time lusitano contra a Venezuela será mais cedo, às 16h30, e, por isso, as brasileiras entrarão em quadra já sabendo do que precisam para conquistar a vaga.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.