UCI confirma punição, e Lance Armstrong perde títulos e é banido do ciclismo

"Lance Armstrong não tem mais lugar no ciclismo" disse Pat McQuaid, presidente da UCI (União Internacional de Ciclismo), que confirmou a punição por doping ao americano

iG São Paulo |

AFP
Pat McQuaid, presidente da UCI, em entrevista coletiva nesta segunda-feira

A União Internacional de Ciclismo (UCI) aceitou o relatório da Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada, em inglês) e ratificou decisão que bane o ciclista Lance Armstrong do esporte e cancela todos os seus títulos obtidos de 1999 a 2005, incluindo os sete da Volta da França.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A UCI não apelará à Corte Arbitral e reconhecerá as sanções que a Usada impôs. A UCI apoiará o banimento e tirará dele os sete títulos da Volta da França", declarou o presidente da instituição, Pat McQuaid. "Lance Armstrong não tem mais lugar no ciclismo", adicionou.

Fotos:  Relembre casos de atletas que caíram no doping e foram punidos

Com o anúncio, a única chance da sentença ser alterada é se a Wada (Agência Mundial Anti-doping) resolver, nos próximos 21 dias, recorrer na Corte Arbitral do Esporte. A hipótese, porém, é bastante improvável, já que dirigentes da agência recentemente se manifestaram a favor da decisão da Usada.

As conquistas do ciclista já haviam sido cassadas nos Estados Unidos em agosto, quando ele desistiu de se defender das acusações de doping. A investigação da Agência resultou em um documento com mais de mil páginas, que foi enviado para análise da UCI, entidade responsável por ratificar a decisão em nível mundial ou recorrer à corte arbitral do esporte para que ela fosse revogada.

Leia mais: Lance Armstrong é banido do ciclismo e perde seus 7 títulos da Volta da França

O documento conta com o testemunho de 26 pessoas, entre ciclistas e profissionais ligados ao esporte, que depuseram sob juramento e falaram sobre um suposto esquema de doping realizado pela US Postal, equipe pela qual Armstrong competia. De acordo com o relatório, o ciclista faria o uso de substâncias ilícitas desde 1998, quando passou a fazer parte de um esquema para encobrir o doping.

Antes disso, em 1996, Armstrong se recuperou de um câncer nos testículos, o que o motivou a criar a Lance Armstrong Foundation , que auxilia o tratamento de vítimas de câncer. Quando o relatório da Usada foi entregue à UCI, na última semana, ele renunciou ao seu cargo na instituição e também perdeu os seus principais patrocinadores.

*Com Gazeta e agências internacionais

Veja fotos da carreira de Lance Armstrong:

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: uiciusadalance amstrongvolta da frança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG