Advogado de Armstrong critica relatório "parcial e autoritário" sobre doping

Para defensor do ciclista, órgão antidoping americano foi "procurador, juiz, corte de apelação e carrasco" no processo

Gazeta |

AP
Lance Armstrong pode perder seus 7 títulos da Volta da França

O ciclista Lance Armstrong desistiu de se defender da acusação de doping há mais de dois meses, mas os acontecimentos em torno do processo contra o heptacampeão da Volta da França continuam repercutindo pelo mundo. Nesta semana, o advogado do atleta declarou que o relatório elaborado pela Agência Antidoping Norte-americana (USADA, em inglês), que será integre à União Ciclista Internacional, é parcial e autoritário.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

De acordo com o defensor do ciclista, a USADA exerceu os papeis de procurador, juiz, corte de apelação e carrasco, além de ter agido de forma incompleta, parcial e contraditória nos eventos envolvendo Armstrong.

A agência norte-americana caçou todos os títulos do ciclista desde 1998, incluindo as sete conquistas da principal competição mundial do esporte, o Tour de France , da qual ele havia se sagrado campeão consecutivamente entre os anos de 1999 e 2005.

No entanto, a sanção da decisão em nível Mundial só pode ser realizada pela União Ciclista Internacional, que aguarda o parecer elaborado pela agência. "Faz mais de um mês que a Usada sancionou Armstrong. Esperávamos que eles estivessem mais preparados antes de lançar este processo", disse o presidente da UCI, Pat McQuaid.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: ciclismobastidoreslance armstrong

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG