Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Chefe militar da Itália confirma 'participação plena' em jogos do RJ

Biagio Abrate não disse, porém, como se dará a participação da delegação italiana nos Jogos Mundiais, após indecisão decorrente do caso Battisti

Ansa |

O chefe de Estado Maior de Defesa da Itália, Biagio Abrate, esclareceu nesta terça-feira que seu país terá "participação plena" na quinta edição dos Jogos Mundiais Militares que começarão em 16 de julho no Rio de Janeiro.

A possibilidade de um boicote italiano à competição foi descartada ontem pela Defesa do país em nota, após o ministro da pasta, Ignazio La Russa, levantar a possibilidade publicamente como forma de contestar a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) brasileiro de libertar Cesare Battisti.

Abrate confirmou a ida da delegação italiana "no respeito às equipes e dos atletas que se prepararam nestes meses". Ele não explicou, porém, como será a forma de participação da Itália na competição, pois teve que abandonar a coletiva de imprensa após a notícia da morte de um soldado italiano no Afeganistão.

A definição será comunicada nos próximos dias, provavelmente quando os jogos já tiverem começado. A modalidade de participação do país havia sido discutida por La Russa, que havia indicado que, "como cidadão", era contra a presença dos esportistas italianos no Brasil, mas "como ministro", poderia avaliar a "modalidade" dessa participação.

Questionado sobre o caso Battisti, o lutador de taekwondô italiano Mauro Sarmiento, que será o porta-bandeira da delegação italiana na abertura dos jogos, afirmou apenas que os atletas virão ao Brasil "com um espírito combativo, vencedor".

"Daremos o máximo para a Itália e as cores azuis [do uniforme] aparecerem bem, porque, independente da competição e da vitória, conquistar uma medalha dá sempre uma emoção diferente", disse Sarmiento.  "Estamos ansiosos para participar, iremos ao Brasil como pacifistas para dar o máximo e demonstrar os valores limpos do esporte e seus princípios éticos".

A delegação italiana carregará símbolos dos 150 anos da Unificação Italiana e será composta de 154 atletas dos grupos esportivos das quatro Forças Armadas e da Guarda de Finanças que disputarão 16 modalidades até o dia 24 de julho.

Leia tudo sobre: jogos militares

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG