Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Luta entre Haye e Wladimir Klitschko pode ser fora da Alemanha

Empresa que gerencia a carreira do pugilista ucraniano revelou a existência de duas opções fora do país europeu

AE |

selo

A esperada luta entre Wladimir Klitschko, campeão dos pesos pesados pela Federação Internacional de Boxe e pela Organização Mundial de Boxe, e o britânico David Haye, detentor do cinturão da Associação Mundial de Boxe, pode acontecer fora da Alemanha, disse nesta segunda-feira a empresa que gerencia a carreira do lutador ucraniano.

O Klitschko Management Group (KMG) revelou que está analisando a possibilidade de fazer a luta em estádios de futebol nas cidades de Dortmund, Gelsenkirchen ou Kaiserslautern, mas também tem "duas opções no exterior".

Bernd Boente, executivo da empresa, disse que a luta acontecerá no horário nobre para a televisão alemã, mas não revelou quais os possíveis locais fora do país que estavam sendo considerados. A luta será marcada para 25 de junho ou 2 de julho.

"Eu estou contente que uma luta de Klitschko contra David Haye está finalmente acontecendo", disse Wladimir Klitschko, em declaração divulgada pela KMG. "Haye se acovardou duas vezes contra nós e agora já está falando alto novamente. É hora de deixar os punhos falarem", disse Klitschko. "Meu sonho de família é unificar todos os quatro títulos na família".

Vitali Klitschko possui o cinturão do Conselho Mundial de Boxe e vai defendê-lo contra Odlanier Solis em 19 de março, na cidade de Colônia, na Alemanha. "Desde que mudei para a categoria peso pesado, ficou claro que esta luta viria um dia", disse Haye. "O resultado também é claro: eu vou destruir ele e acabar com a era Klitschko de uma vez por todas".

O britânico tem no seu cartel 25 vitórias e uma derrota, com 23 nocautes. Já Klitschko tem 55 vitórias e três derrotas, com 49 nocautes. Haye irritou os irmãos ucranianos com declarações incendiárias antes. Ele participou de uma entrevista coletiva vestindo uma camiseta em que segurava as cabeças dos irmãos cortada.

Depois de meses de negociações fracassadas, os dois pugilistas confirmaram no domingo a realização da luta. Haye desistiu de um combate com Wladimir Klitschko em 2009 por causa de uma lesão nas costas e as conversas entre os dois lados fracassaram por diversas vezes desde então.

"Eu sempre acreditei que nós teríamos uma luta um dia e eu estou contente que nós já passamos pelas dificuldades e vamos fazer juntos a luta mais importante dos pesos pesados", disse Haye, de 30 anos, que planeja se aposentar em outubro. "Esta é a luta que o boxe mundial tem pedido desde que eu decidir passar para os pesos pesados, e eu sinto que é meu destino lutar e bater Wladimir Klitschko. Somos os dois melhores pesos pesados do mundo e teria sido uma farsa para nós se nunca lutássemos".

Haye disse que o acordo para o combate, que irá unificar os títulos de três das quatro principais categorias do boxe, foi alcançado com Klitschko na sexta-feira. "As condições são boas, é um acordo justo, é uma divisão 50-50" disse Haye. "Isso é o que eles queriam e é isso que eu queria"

A luta contra Haye foi anunciada logo após Klitschko desistir de uma defesa do título contra o britânico Derek Chisora marcada para o dia 30 de abril, porque o ucraniano disse que não havia se recuperado de uma lesão muscular abdominal.

Leia tudo sobre: Wladimir KlitschkoDavid Haye

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG