Marcus Oliveira, o Ratinho, que entrou em acordo para se livrar de um contrato com Don King, voltou a lutar neste final de semana, derrotando o americano Skylar Thompson

O meio-pesado Marcus de Oliveira, o Ratinho, voltou a lutar depois de um ano parado por problemas com a empresa de Don King
Divulgação
O meio-pesado Marcus de Oliveira, o Ratinho, voltou a lutar depois de um ano parado por problemas com a empresa de Don King

Depois de quase um ano sem lutar, em razão de disputas nos tribunais para se livrar de um contrato com o empresário Don King, o brasileiro Marcus de Oliveira, o Ratinho, retornou aos ringues neste sábado, quando conseguiu derrotar o americano Skylar Thompson, pela categoria meio-pesado, por nocaute no segundo assalto. A luta foi realizada na cidade de Green Bay, na costa oeste dos Estados Unidos.

Ratinho tinha subido no ringue pela última vez em fevereiro de 2014, quando após diversas trocas de adversários, escolhidos pela DKP (Don King Promotion), com quem estava sob contrato, o brasileiro foi derrotado por pontos por Joell Godfrey. Depois, Ratinho ficou aguardando uma nova luta, que não aconteceu.

Leia mais:  Boxeador brasileiro consegue acordo com Don King e tenta seguir carreira nos EUA

Em agosto do ano passado, o brasileiro chegou a um acordo com o empresário, que nos tempos de glória no boxe chegou a organizar lutas de Muhammad Ali e Mike Tyson, e foi liberado de seu contrato. King, na ocasião, admitiu que sua empresa passava por problemas financeiros e liberou o brasileiro, que não precisou entrar na Justiça americana para conseguir sua "carta de alforria".

Antes, Marcus de Oliveira havia passado por outros dramas. Após estrear no boxe profissional dos EUA em 2012, levado pela própria empresa de Don King, o brasileiro de 29 anos entrou em rota de colisão com os empresários, que demoraram a marcar uma nova luta. Chegou a assinar um contrato com um outro empresário, mas chegou a um acordo e voltou a trabalhar com a DKP. Foi então que, durante um treino, sofreu uma grave lesão no olho direito que o deixou inativo por quase um ano.

E mais:  Pupilo de Don King, brasileiro tenta retomar carreira no boxe após dramas

Agora tendo como empresários John Arthur e James Toney, Ratinho finalmente conseguiu voltar a lutar. O retorno ocorreu diante de Skylar Thompson, no último sábado, quando foi bem superior ao adversário e venceu por nocaute no segundo assalto. O resultado deixou Ratinho animado.

"Meus empresários entendem que esta vitória, para quem estava um ano parado, pode me ajudar na reclassificação do ranking da OMB [Organização Mundial de Boxe], onde já fui o quinto do mundo", afirmou. A próxima luta de Marcus Oliveira ainda não está marcada, mas seus empresários esperam agendar um novo combate para o mês de maio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.