Camacho teve a sua morte cerebral decretada na última quarta-feira e sobrevivia com o suporte de aparelhos. Ex-boxeador foi baleado no rosto em Bayamón, em Porto Rico

Héctor Camacho chega ao hospital após ser baleado em Porto Rico
AP
Héctor Camacho chega ao hospital após ser baleado em Porto Rico

O ex-boxeador porto-riquenho Hector "Macho" Camacho foi declarado morto no sábado, três dias depois de ser baleado no rosto, segundo informações da AP.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Camacho teve sua morte cerebral decretada na última quarta, dia 21. Neste sábado os aparelhos que mantinham o ex-atleta vivo foram desligados, após sofrer um novo infarto.

O porto-riquenho foi baleado no rosto e viu um amigo que o acompanhava morrer após serem alvejados perto de um comércio em Bayamón, cidade próxima a San Juan, capital de Porto Rico.

Leia mais:  Héctor "Macho" Camacho sofre morte cerebral, diz jornal

Tricampeão mundial dos pesos ligeiro, Camacho foi um dos principais pugilistas nas décadas de 80 e 90. Aos 50 anos de idade, ele tem enfrentado a justiça recentemente por acusações de furto, posse de drogas e violência doméstica. Um dos últimos casos foi em março de 2011, quando, segundo as autoridades, ele agarrou seu filho por trás e atirou-o no chão. Camacho encerrou a sua gloriosa carreira como boxeador com 79 vitórias, seis derrotas e três empates.

Veja fotos das personalidades do esporte que morreram em 2012:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.