Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

OMB reacende polêmica e dá vitória a Pacquiao diante de Bradley Jr

Americano venceu o filipino no dia 9 de junho, em decisão polêmica dos juízes, porém a entidade reverteu o resultado da luta

Gazeta |

A luta entre o filipino Manny Pacquiao e o norte-americano Timothy Bradley Jr segue gerando polêmica nos bastidores do boxe. Nesta quinta-feira, a OMB (Organização Mundial de Boxe) completou a revisão do duelo que ocorreu em 9 de junho, em Las Vegas, e definiu, através da análise de cinco árbitros, que a vitória foi do atleta asiático, contrariando o resultado oficial do embate.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

AP
Bradley (à esq.) venceu Pacquiao (à dir.) no dia 9 de junho, mas a OMB reverteu a decisão dos juízes

No entanto, apesar da análise da OMB, Bradley Jr será mantido como detentor do cinturão dos meio-médios (66,6kg), já que a entidade presidida pelo porto-riquenho Francisco "Paco" Valcárcel não tem autoridade para alterar o resultado. Pacquiao, contudo, deverá receber a chance de uma revanche diante do norte-americano, já que esta será uma exigência da Organização Mundial de Boxe.

Leia mais: Bradley tira invencibilidade de sete anos de Manny Pacquiao

Na luta realizada em Las Vegas, os juízes Duane Ford e C.J. Ross deram vitória ao atleta da casa por 115 a 113, enquanto apenas o árbitro Jerry Roth viu vantagem para Pacquiao, também apontado 115 a 113. Entretanto, de maneira unânime, os cinco árbitros selecionados pela OMB constataram o filipino como vencedor, com pontuações de 118 a 110, 117 a 111, 117 a 111, 116 a 112 e 115 a 113.

Confira ainda: Juíza nega pedido de prisão domiciliar e Mayweather Jr. seguirá na prisão

O promotor do combate entre Manny Pacquiao e Timothy Bradley Jr, Bob Arum, não descartou uma nova luta entre os boxeadores, e destacou que este é o momento para analisar a situação e evitar que a imagem do esporte caia em descrédito popular.

“Falta tempo e veremos o que acontece nos próximos meses”, afirmou. “O que é necessário fazer agora é visar o futuro para não voltar a acontecer este tipo de situação, que é negativa para a imagem e credibilidade do boxe”, encerrou.

Leia tudo sobre: manny pacquiaobradley jromb

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG