Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Bandeira dos rebeldes líbios tremula nos Jogos Africanos de Moçambique

Insígnia já pode ser vista no novo estádio nacional de Zimpeto, em Maputo, ao lado das bandeiras dos outros 44 países do continente

EFE |

O Comitê Organizador dos X Jogos Africanos, que acontecem em Moçambique desde sábado passado, aceitou a bandeira tricolor (vermelha, negra e verde) dos rebeldes líbios do CNT (Conselho Nacional de Transição). A insígnia já pode ser vista no novo estádio nacional de Zimpeto, em Maputo, ao lado das bandeiras dos outros 44 países da África que participam da competição.

Já na cerimônia de inauguração dos Jogos, que aconteceu no sábado passado no mesmo estádio, a delegação da Líbia exibiu a bandeira do CNT. Em agosto deste ano, a Embaixada da Líbia em Maputo mudou a bandeira verde do regime do coronel Muammar Kadafi pela insígnia dos rebeldes, após aderir à "revolução líbia".

AFP
Bandeira dos rebeldes da Líbia possui cores vermelha, preta e verde
Por enquanto, o Governo de Moçambique não reconhece o CNT como nova autoridade legítima da Líbia, postura mantida também pela UA (União Africana). A décima edição dos Jogos Africanos, que conta com o atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius como uma das grandes atrações, será disputada até o dia 18 de setembro.

Cerca de sete mil atletas disputarão medalhas em mais de 20 modalidades esportivas, como atletismo, futebol e basquete, entre outras. O estádio nacional de Zimpeto, com capacidade para 42 mil espectadores e construído especialmente para o evento, é o epicentro da competição.

Inicialmente, os Jogos seriam realizados na vizinha Zâmbia, que se retirou por problemas financeiros, por isso Moçambique aceitou o desafio e assumiu a organização com um investimento de US$ 250 milhões.

Leia tudo sobre: jogos africanos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG