Michael Johnson esteve no Brasil nesta semana para dar clínica a atletas olímpicos e paralímpicos e palpitou sobre as disputas das provas de velocidade nos Jogos do Rio 2016

Michael Johnson brilhou nos Jogos de Atlanta, em 1996, ao conquistar duas medalhas de ouro
Mike Hewitt/Getty Images
Michael Johnson brilhou nos Jogos de Atlanta, em 1996, ao conquistar duas medalhas de ouro

Recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos, Usain Bolt é o homem mais rápido do mundo e o nome a ser batido nas pistas. Para outra lenda do atletismo, Michael Johnson, que conquistou quatro medalhas olímpicas entre Barcelona (1992) e Sydney (2000), as vitórias de Bolt, por conta da idade, serão cada vez mais difíceis. O ex-atleta acredita em mais medalhas de ouro para o jamaicano nos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro, mas sem tanto brilho.

Leia mais: Consultor do Brasil, Michael Johnson tenta amenizar pressão sobre atletas

"Acho que ele vai conseguir (medalhas de ouro no Rio), mas também acho que será mais difícil. Quanto mais velho você fica, mais difícil fica. Ele teve lesões recentemente e se poupou bastante, uma decisão muito inteligente por parte dele. Porque quanto mais provas você participa, fica mais difícil e o corpo fica mais cansado", disse Michael Johnson, que se tornou um consultor para atletas olímpicos e paralímpicos do Brasil. Nesta temporada Usain Bolt, de 28 anos, teve uma lesão no pé e outra muscular na perna esquerda, o que impediu o astro jamaicano de disputar algumas competições. 

Para Michael Johnson, que ainda é detentor do recorde mundial dos 400 metros, o jamaicano deve aumentar sua coleção de medalhas nas Olimpíadas de 2016, mas não acredita em novos recordes mundiais, pelo menos nos 100 metros.

"As competições de 2015 serão importantes e acredito que ele chegará em uma boa posição nas Olimpíadas de 2016. Acho que ele deve ganhar, mas não acredito em mais recordes mundiais. Nos 200 metros é possível, mas nos 100 eu não acredito. Não vejo isso acontecer, mas ele é um atleta especial e nunca se sabe", afirmou o americano.

Usain Bolt tem seis medalhas de ouro em Olimpíadas e é dono dos recordes mundias dos 100 e 200 metros rasos
Getty Images
Usain Bolt tem seis medalhas de ouro em Olimpíadas e é dono dos recordes mundias dos 100 e 200 metros rasos


Jamaica soberana nas provas de velocidade
Nas últimas duas Olimpíadas, os jamaicanos dominaram as provas de velocidade, principalmente entre os homens. Nomes como Usain Bolt, Yoham Blake e Asafa Powell se destacaram e deixaram os americanos para trás.Um dos grandes nomes da história do atletismo dos Estados Unidos, Michael Johnson projeta um crescimento dos atletas de seu país para 2016, mas ainda sem todo aquele protagonismo do passado.

"Acho que em 2015 e 2016 os Estados Unidos estarão melhores do que nos últimos anos. Os velocistas masculinos que não estão tão bem, porque as mulheres estão muito bem. Acredito que os jovens estão chegando, mas não vejo os americanos melhores do que os jamaicanos para 2016. Eles precisam de mais tempo, são jovens ainda, quem sabe em 2017 e 2018. Bolt pode encerrar a carreira em 2016, será interessante de ver", concluiu Michael Johnson.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.