Velocistas dos Estados Unidos e da Jamaica foram flagrados no exame e afastados do Mundial de atletismo que acontece em Moscou, na Rússia, em agosto

Ben Johson venceu a prova dos 100m rasos nas Olimpíadas de Seul, mas perdeu a medalha
Getty Images
Ben Johson venceu a prova dos 100m rasos nas Olimpíadas de Seul, mas perdeu a medalha

O norte-americano Tyson Gay e o jamaicano Asafa Powell são os nomes mais recentes do atletismo flagrados no exame antidoping. Os velocistas, além da também jamaicana medalhista olímpica Sherone Simpson e outros três atletas do país, foram pegos no exame e estão fora do Campeonato Mundial de Atletismo, que acontecerá em agosto em Moscou, na Rússia. 

Deixe seu recado e comente com outros leitores

Os casos de doping não são novidade no atletismo, principalmente entre velocistas, como Gay e Powel. Alguns se tornaram lendários, como Ben Johnson ou Marion Jones. No Brasil, um escândalo de doping estourou às vésperas do Mundial de 2009. Por aqui, nomes como Maurren Maggi já foram pegas no exame. A saltadora é um exemplo que quem foi punido, voltou após suspensão e se consagrou com ouro olímpico. 

Leia mais: Tyson Gay e Asafa Powell são pegos no doping e estão fora do Mundial

Entretanto, há casos até de morte no esporte que podem estar relacionadas ao doping. A velocista norte-americana Florence Griffith faturou três medalhas olímpicas em Seul 1988 e morreu 10 anos depois, vitima de ataque cardíaca. Há suspeitas de que ela usava substâncias proibidas como anabolizantes. 

Relembre casos na galeria abaixo: 


Saiba mais sobre o caso de doping de Gay e Powell no vídeo abaixo:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.