Atleta paraolímpico precisará se submeter a quatro testes sem data definida, além de precisar entregar os dois passaportes

Reuters

A estrela sul-africana paralímpica e olímpica das pistas Oscar Pistorius, acusado de matar a namorada, enfrentará pelo menos quatro testes aleatórios para drogas e álcool nos próximos meses para garantir que está cumprindo os termos da fiança, disse uma autoridade na segunda-feira.

Oscar Pistorius matou sua namorada de forma proposital? Opine


Pistorius, que está sendo acusado de matar a tiros sua namorada a sangue frio na madrugada de 14 de fevereiro, chegou com um oficial de justiça na corte de magistrados de Pretória na segunda-feira, de acordo com as condições da fiança estabelecidas na semana passada, disse o serviço penitenciário.

Veja também: Justiça concede liberdade sob fiança a Oscar Pistorius

Além de ter que comparecer duas vezes por semana, Pistorius teve que entregar seus dois passaportes, pagar uma fiança de 1 milhão de rands (113.000 dólares) em dinheiro e penhoras, e se abster de álcool até que seu caso seja retomado, em 4 de junho.

Leia mais sobre o caso Pistorius no iG Esporte

Ele está na casa luxuosa do seu tio Arnold no leste de Pretória, e oficiais penitenciários podem aparecer ali a qualquer hora do dia ou da noite para garantir que ele esteja cumprindo os termos da fiança.

"No mínimo serão quatro visitas, não anunciadas, em sua casa", disse o oficial dos serviços penitenciários James Smallberger.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.