Medalhista paraolímpico Oscar Pistorius é preso suspeito de matar a namorada

Por BBC | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo imprensa sul-africana, atleta amputado, que fez história ao competir nos Jogos de Londres, teria confundido a modelo Reeva Steenkamp com um intruso

BBC

Divulgação
Reeva Steenkamp era modelo sul-africana

O velocista sul-africano Oscar Pistorius foi preso pela polícia do seu país suspeito de ter matado a tiros a namorada em sua casa, em Pretória. Segundo a imprensa sul-africana, Pistorius teria confundido a modelo Reeva Steenkamp com um intruso. Ela, que também era sul-africana, morreu com um tiro na cabeça e outro no braço.

Fotos: Phelps e Pistorius participam de torneio de golfe na Escócia

O incidente ocorreu durante a madrugada desta quinta-feira, na capital do país. "Nós encontramos uma pistola 9mm no local. Um homem de 26 anos foi detido", disse a porta-voz da polícia Katlego Mogale, à agência Reuters.

Pistorius, de 26 anos, foi o primeiro atleta com as pernas amputadas a correr nas Olimpíadas, usando duas próteses. Em 2012, nas Olimpíadas de Londres, ele competiu de igual para igual, chegando às semifinais das provas dos 400 m rasos.

Na Paraolimpíada, ele ganhou medalha de ouro nos 400 m T44. Ele causou polêmica depois de perder a prova dos 200m T44 para o brasileiro Alan Fonteles, ao reclamar de supostas vantagens da prótese usada pelo atleta brasileiro.

Leia também: Inspirado em Pistorius, Alan Fonteles quer disputar Olimpíadas

A África do Sul tem um dos mais altos índices de criminalidade no mundo. É corriqueiro manter armas em casa no país. Mas a jornalista Erika Gibson, do jornal Beelt, disse à BBC que o processo para adquirir a licença para porte de armas é bastante rigoroso.

Pistorius passou a usar duas próteses de fibra após nascer sem o perônio, o osso da canela, nas duas pernas.

Cena do crime na casa de Oscar Pistorius. Foto: Sky News/ReproduçãoOscar Pistorius deixa a prisão ao lado da irmã na sexta-feira, dia 22 de fevereiro. Foto: APOscar Pistorius conseguiu liberdade sob fiança nesta sexta-feira, dia 22 de fevereiro, e permaneceu imóvel e de cabeça baixa no tribunal . Foto: APFamília de Oscar Pistorius se abraça no tribunal após justiça sul-africana ter concedido liberdade sob fiança ao paratleta. Foto: ReutersDurante a semana, Oscar Pistorius comparece todos os dias ao tribunal em Pretória, na África do Sul. Foto: APNesta quinta-feira, dia 21 de fevereiro, imprensa divulgou que investigador do caso, Hilton Botha, responde processo por tentativa de assassinato . Foto: APNa quarta-feira, dia 20 de fevereiro, promotoria mostrou desenho de planta do banheiro onde Reeva Steenkamp foi morta na semana passada. Foto: ReutersJornais na África do Sul estampam morte da modelo Reeva Steenkamp, que era namorada de Pistorius, em suas capas. Foto: ReutersOscar Pistorius segue preso pela morte da namorada, a modelo Reeva Steenkamp. Ele compareceu ao tribunal nesta terça-feira, dia 19 de fevereiro. Foto: ReutersModelo Reeva Steenkamp foi velada na terça-feira, dia 19 de fevereiro. Mulher levou uma foto dela à cerimônia. Foto: APBarry Steenkamp, pai de Reeva (esquerda), vai ao velório da filha em Pretória, África do Sul. Foto: APAimee e Carl, irmãos de Oscar Pistorius, esperam para mais um dia de procedimentos na corte em Pretoria, nesta terça-feira, sobre a morte da modelo Reeva Steenkamp. Foto: ReutersDo lado de fora, pessoas protestam contra Oscar Pistorius, que teria atirado e matado a namorada em casa. Foto: ReutersOscar Pistorius chora no tribunal, no dia 15 de fevereiro, após ser acusado de matar a namorada. Foto: APVista aérea da casa de Oscar Pistorius. Namorada do corredor paraolímpico foi morta no local. Foto: APCarros de polícia são vistos na entrada do condomínio de Oscar Pistorius na cidade de Pretoria no dia do crime, quinta-feira, 14 de fevereiro. Foto: APCabixbaixo, Oscar Pistorius deixa a delegacia após prestar depoimento no dia da morte da namorada. Foto: APReeva Steenkamp era modelo sul-africana. Foto: DivulgaçãoPistorius posa com a namorada na entrada de evento em novembro de 2012. Foto: APOscar Pistorius comemora sua vitória na prova dos 400 m nas Paraolimpíadas de Londres. Foto: Getty ImagesO sul-africano Oscar Pistorius tornou-se o primeiro atleta a disputar as Olimpíadas e as Paraolimpíadas. Foto: EFEPistorius recebe a medalha de prata, após ser superado pelo brasileiro Alan Fonteles nos 200 m em Londres. Foto: Getty ImagesOscar Pistorius e Alan Fonteles se cumprimentam após a prova dos 200 m nas Paraolimpíadas. O brasileiro levou a melhor. Foto: Getty ImagesOscar Pistorius carrega a bandeira da África do Sul na cerimônia de abertura das Paralimpíadas. Ele também disputou os Jogos Olímpicos, nos 400 m rasos. Foto: Getty ImagesPistorius foi o primeiro atleta biamputado a disputar uma edição das Olimpíadas. Ele participou das semifinais em Londres 2012 nos 400 m. Foto: Getty ImagesPistorius ganhou o prêmio Laureus devido ao seu grande destaque em 2011. Foto: Getty ImagesDetalhe das próteses utilizadas por Oscar Pistorius. O maior problema que ele enfrenta é na largada, para manter o equilíbrio. Foto: Getty ImagesOscar Pistorius competiu no Mundial de Daegu 2011. Foi a primeira vez que um atleta paraolímpico disputou um mundial para atletas sem deficiência. Foto: Getty ImagesPistorius disputou sua primeira prova contra atletas sem deficiência em  2007, em Norwich (Ing), terminando em oitavo lugar. Foto: Getty Images


Leia tudo sobre: Oscar Pistoriusatletismoparaolimpíadas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas