Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google

Abusada na infância, campeã olímpica é processada pelos pais

Americana Tianna Madison, medalha de ouro em Londres no revezamento 4x100 m, disse que parentes não fizeram nada para evitar abuso sexual

iG São Paulo | - Atualizada às

Sem fazer nada de significativo nas pistas de atletismo nos últimos sete anos, a corredora Tianna Madison voltou às manchetes dos jornais após o título olímpico conquistado no revezamento 4x100 m em Londres. A norte-americana aproveitou a visibilidade para denunciar os maus-tratos que sofreu na infância. A história não chega a ser uma novidade no mundo esportivo, não fosse a acusação da própria Tianna de que os pais foram complacentes com um suposto abuso sexual.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Divulgação
Tianna Madison ganhou o ouro com os EUA no revezamento 4x100 m

Os parentes não deixaram por menos e decidiram processar a atleta e herdeira por calúnia, injúria e difamação. O casal exige cerca de R$ 101 mil de compensação e garante que sempre foi carinhoso com a filha.

Leia mais: Autor critica quadro de medalhas e pede separação entre masculino e feminino

"Ao longo de sua infância, e até a vida adulta, Robert Madison e Jo Ann Madison proporcionaram a Tianna Madison um ambiente repleto de amor, generosidade e apoio, que foi fundamental para seu sucesso como atleta. Tudo isso culminou na medalha de ouro conquistada nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, além de todos os resultados alcançados por ela nas diversas modalidades que disputou", afirma o processo movido pelos pais.

Confira ainda: Governo abre o cofre para buscar liderança no quadro de medalhas em 2016

Aos 27 anos, viveu um calvário de cerca de sete anos na carreira depois do título mundial no salto em distância em 2005. Em Londres, voltou a brilhar ao ajudar os Estados Unidos na quebra do recorde mundial do revezamento 4x100 m feminino que durava 27 anos e pertencia à Alemanha Oriental. 

Leia tudo sobre: Tianna Madisonatletismoestados unidos

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG