Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Atleta indiana é presa sob acusação de estupro e de ser homem

"Eu tenho passado por inúmeros testes na minha carreira como atleta. Por que eu deveria concordar com mais um teste ridículo?", disse Pramanik sobre sua sexualidade

BBC |

selo

A polícia da Índia prendeu uma atleta sobre as acusações de "estupro" e de que ela seria de fato "homem". Pinki Pramanik foi presa no estado de Bengala Ocidental, após uma reclamação de sua parceira, também uma mulher. A polícia diz ter pedido permissão de um tribunal para realizar um exame para determinar o sexo da atleta.

E MAIS: Morte de maratonista na Inglaterra alavanca doações para caridade

AFP
Pinki Pramanik é acusada de estupro

Pramanik negou as suspeitas e acusou sua parceira de calúnia. Ela também se recusou a se submeter a um teste médico para comprovar seu sexo. "Eu tenho passado por inúmeros testes na minha carreira como atleta. Por que eu deveria concordar com mais um teste ridículo?", disse ela ao jornal indiano The Times.

A atleta indiana ganhou ouro no revezamento 4x400m em 2006 nos Jogos Asiáticos de Doha e uma medalha de prata na mesma prova em 2006, no Commonwealth Games de Melbourne. Ela também ganhou três medalhas de ouro nos nos Jogos do Sul, também em 2006, quando venceu as provas dos 400 m, 800 m e 4x400 m.

Leia as últimas notícias sobre atletismo no iG Esporte

Ela foi detida na quinta-feira e levada a tribunal. "A denúncia afirma que a atleta é homem e tem convivido (com a parceira) durante os últimos meses sob a promessa de se casar, da qual declinou depois", teria dito um oficial de polícia da cidade Baguihati.

A Federação de Atletismo da Índia disse que iria aguardar o relatório médico e a investigação da polícia antes de tomar qualquer ação.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG