Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Atletas paraolímpicos tentarão quebrar recordes no Engenhão

Seis atletas tentarão superar marcas mundiais durante o intervalo da partida entre Botafogo e Avaí

iG Rio de Janeiro |

Se no futebol, a fase não anda das melhores para o Botafogo, que não vence há quatro partidas, nesta quarta-feira, a torcida do time carioca pode comemorar a quebra de recordes mundiais. No intervalo da partida contra o Avaí, nesta quarta-feira, no Engenhão, seis atletas paraolímpicos do clube tentarão superar suas marcas na pista de atletismo do estádio.

Entre eles está o velocista Lucas Prado, que já possui o recorde mundial dos 100m rasos, mas espera diminuir ainda mais a marca e chegar cada vez mais perto do imbatível jamaicano Usain Bolt.

"Para nós atletas, é importante estar mostrando para a sociedade que o esporte paraolímpico pode andar junto com o futebol. O Botafogo é o primeiro time que está usando camisa paraolímpica e vamos tentar colocar essa estrela no céu. Acho que vamos fazer esse papel. Meu objetivo é ser o primeiro cego a correr abaixo dos 11 segundos", disse Prado, que tem o tempo de 11.03, 1 segundo e 58 centésimos mais lento que Bolt.

Terezinha Guilhermina, que também detém o recorde mundial dos 100m rasos, acredita que o público de uma partida de futebol aumentará ainda mais o 'frio na barriga' antes da prova. "Já bati meu tempo duas vezes neste ano, mas sempre fora do país. Estou bastante motivada, aceitei de imediato o convite. Correr com tanta gente no estádio, apoiando, vai ser muito legal", declarou Terezinha, que tem o tempo de 12.04.

Leia tudo sobre: botafogoOlimpíadas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG