Tamanho do texto

Caso no atletismo vem sendo investigada pelas autoridades da Espanha desde abril

A Guarda Civil da Espanha ouviu nesta sexta-feira, na condição de testemunhas, uma série de atletas ligados ao técnico Manuel Pascua Piqueras, detido por suposto envolvimento com uma rede de doping, que vem sendo investigada pelas autoridades do país desde abril.

Reyes Estévez, Nuria Fernández, Alemayehu Bezabeh, Digna Luz e Eugenio Barrios estão entre os atletas que passaram por interrogatório. Eles foram convocados a prestar depoimento em virtude da relação com o técnico investigado e não por prova de participação na organização.

O número de pessoas interrogadas pela "Operação Galgo" pode aumentar à medida que a documentação encontrada pelas autoridades for sendo analisada. A suspeita da polícia é de que a rede teria facilitado o doping de atletas de alto nível por meio de transfusão de sangue.

Até o momento, o nome de maior representatividade envolvido na investigação policial é de Marta Domínguez, campeã mundial dos 3.000m com obstáculos e vice-presidente da Federação Espanhola de Atletismo. Depois de depor durante cerca de oito horas, ela foi liberada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.