Tamanho do texto

George Huguely teria sofrido um ataque de ciúmes, de acordo com o tribunal. Jogador de Lacrosse teria problema com o álcool

selo

George Huguely teria problemas com o álcool
AP
George Huguely teria problemas com o álcool
Um atleta universitário americano foi condenado pelo violento assassinato de sua namorada, em um caso que chocou os Estados Unidos. George Huguely e Yeardley Love, ambos jogadores de Lacrosse da Universidade da Virginia, mantiveram um relacionamento conturbado por dois anos.

Leia também: Piloto brasileiro é preso por atropelar e matar um homem nos EUA

Em maio de 2010, ela foi encontrada morta em seu quarto, com ferimentos graves na cabeça. O tribunal decidiu que o assassinato aconteceu em meio a um ataque de ciúmes de Huguely, que estaria bêbado.

Menos de uma semana antes, ele enviou um e-mail para Love, de 22 anos, dizendo: "Eu devia ter te matado", se referindo ao momento em que ele descobriu que a namorada havia tido um caso com um jogador de Lacrosse da Carolina do Norte.

Discussão violenta
Os advogados de Huguely alegaram que seu cliente foi ao apartamento de Love para conversar, mas que o encontro se tornou violento. Ele admitiu ter batido a cabeça dela contra a parede do quarto, mas disse que ela tinha apenas um sangramento do nariz quando ele saiu de lá.

Também havia especulações sobre o fato de que o consumo de álcool por parte de Love e a ingestão de remédios para distúrbio de deficit de atenção poderiam ter contribuído para sua morte.

Além de ferimentos na cabeça e no rosto, a atleta tinha marcas no peito, e machucados dentro da boca e no pescoço.

Durante o julgamento, amigos do casal afirmaram que o relacionamento dos dois era complicado e que ambos eram infiéis.

Outros jogadores de Lacrosse mencionaram que o consumo excessivo de álcool estava se tornando um problema cada vez mais grave para Huguely e que as brigas públicas do casal eram frequentes.

O caso envolvendo dois atletas atraentes, um relacionamento complicado e uma universidade de prestígio ganhou as manchetes de jornal nos Estados Unidos e causou comoção.

Os jurados no caso recomendaram uma sentença de 25 anos de prisão para Huguely por assassinato em segundo grau e mais um ano por roubo, já que o laptop que estava no quarto de Love foi levado, mas a definição formal da sentença pelo juiz só deve acontecer dentro de alguns meses.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.