Haviam grandes expectativas sobre muitos atletas e equipes de futebol para este ano, mas vários deles decepcionaram e não fizeram o que era esperado

Foram muitos os esportistas que se destacaram em 2017, a exemplo de Cristiano Ronaldo, Fábio Carille, Kevin Durant e outros, que você pode ver aqui, mas, como nem tudo são flores, houve aqueles que não foram bem e acabaram como as decepções de 2017.

Leia também: Retrospectiva! Confira os esportistas que tiveram destaque em 2017

Por isso, o iG Esporte resolveu relembrar quais foram as maiores decepções esportivas do ano, sejam elas atletas ou equipes. Confira abaixo a lista e, se você achar que falta alguém ou algum time, comente abaixo da matéria.

Gabigol

Gabigol é uma das decepções do esporte mundial em 2017
Reprodução
Gabigol é uma das decepções do esporte mundial em 2017

O atacante de 21 anos deixou o Santos em 2016 e após um início ruim da Inter de Milão, muita gente esperava que ele "desencantasse" neste ano, o que não aconteceu. O brasileiro fez um primeiro semestre muito ruim e foi emprestado ao Benfica, onde também não engrenou. Para se ter ideia de como o ano de Gabigol foi decepcionante, ele está entre os jogadores que concorrem ao "prêmio" Lixeira de Ouro, dos piores estrangeiros na Itália na última temporada.

Carlos Tevez

Tevez viveu dias difíceis na China e chegou a ser afastado por estar acima do peso
Twitter/Reprodução
Tevez viveu dias difíceis na China e chegou a ser afastado por estar acima do peso

Com 33 anos, Carlos Tevez deixou o Boca Juniors rumo ao Shanghai Shenhua, da China, para receber o maior salário do mundo. Mas mesmo atuando em uma liga de menor expressão com relação a outras do mundo, ele não conseguiu mostrar seu bom futebol. Durante a temporada, Tevez chegou a ser afastado por excesso de peso, sofreu com lesões e não demonstrou dedicação. Em certo momento, ele foi visto em um parque de diversões enquanto sua equipe disputava um jogo no qual ele ficou fora por lesão. Além disso, por ter criticado o nível dos jogadores chineses, a imprensa e a torcida local ficaram com raiva dele. Mesmo assim, ele deve continuar no país asiático.

Usain Bolt

Usain Bolt decepcionou ao não levar nenhum ouro em sua despedida das pistas no Mundial de Londres
Reprodução
Usain Bolt decepcionou ao não levar nenhum ouro em sua despedida das pistas no Mundial de Londres

Homem mais rápido do mundo, o jamaicano chegou ao Mundial de Atletismo que aconteceu em Londres, em agosto, para se despedir das pistas e encerrar a carreira no topo, como foi em toda ela. Ele não esperava, no entanto, que, nos 100m rasos, teriam Justin Gatlin e Christian Coleman, que ficaram na sua frente e o deixaram com o bronze. Na última prova da carreira, o 4x100m, Bolt tinha tudo para fechar bem, mas as cãibras o atrapalharam e ele despencou na pista sem conseguir continuar. Apesar do último ano decepcionante, ele encerrou sua história no atletismo com 14 medalhas em Mundiais, sendo 11 ouros, e outras oito medalhas douradas em Olimpíadas.

Leia também: Entre jovens e experientes, os novatos que podem brilhar na Copa do Mundo 2018

Arthur Zanetti

Arthur Zanetti sequer subiu ao pódio do Mundial de Ginástica
Ricardo Bufolin / CBG
Arthur Zanetti sequer subiu ao pódio do Mundial de Ginástica

Outro atleta que decepcionou neste ano foi o ginasta brasileiro Arthur Zanetti. Ele chegou para disputar o Mundial em Montreal, no Canadá, mas falhou pela segunda vez consecutiva nesse tipo de competição e ficou apenas na sétima colocação. Vale ressaltar que Zanetti havia sido medalhista nas últimas seis grandes competições internacionais, além dos dois últimos Jogos Olímpicos.

Jon Jones

Jon Jones deu a volta por cima, ganhou cinturão, mas voltou a decepcionar
Divulgação
Jon Jones deu a volta por cima, ganhou cinturão, mas voltou a decepcionar

Depois de perder o cinturão por se envolver em um acidente de trânsito e não prestar socorro para a vítima, e deixar o card do UFC 200, quando enfrentaria Daniel Cormier, por doping, Jon Jones teve a grande chance de dar a volta por cima neste ano. Ele até conseguiu derrotar Cormier por nocaute e voltou a ser campeão meio-pesado do UFC, mas, por conta de doping mais uma vez, perdeu o título e decepcionou os fãs e todos que acompanham e gostam de MMA. A volta ao octógono é pouco provável.

Palmeiras

O Palmeiras era o time com mais expectativas para 2017, mas acabou sem nenhum título
Divulgação
O Palmeiras era o time com mais expectativas para 2017, mas acabou sem nenhum título

E a lista conta também com decepções coletivas. A primeira delas foi o Palmeiras, que chegou credenciado pelo título brasileiro e também com o reforço de Miguel Borja, considerado um dos melhores atacantes da América do Sul. Mas o elenco mais caro do Brasil foi insuficiente para o time engrenar nas competições que disputou. Com troca de técnicos no meio da temporada - saiu Eduardo Baptista e entrou Cuca - o time alviverde foi eliminado no Paulista, Libertadores, Copa do Brasil e apresentou um bom futebol apenas na reta final do Brasileirão, mas quando já era tarde para buscar o título, que ficou com o rival Corinthians.

Leia também: De OJ Simpson a Jobson: Relembre 13 atletas que foram parar atrás das grades

Seleção da Itália

Buffon era o maior líder da seleção italiana que decepcionou e não conseguiu vaga na Copa de 2018
Divulgação
Buffon era o maior líder da seleção italiana que decepcionou e não conseguiu vaga na Copa de 2018

Pior do que ser goleado em uma semifinal ou não conseguir vencer um campeonato, é nem chegar nele. A seleção italiana fecha a lista de decepções esportivas por não ter conseguido uma das 32 vagas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. A Azzurra perdeu para a Suécia na repescagem e fica fora de um Mundial após 60 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.