Por causa nobre, iraniano Kianoush Rostami vai doar medalha de ouro que conquistou no levantamento de peso até 85kg no Rio de Janeiro, em 2016

Kianoush Rostami é campeão olímpico e vai doar sua medalha de ouro por uma boa causa
Reprodução
Kianoush Rostami é campeão olímpico e vai doar sua medalha de ouro por uma boa causa

Neste último domingo (14), um terremoto de 7,3 de magnitude atingiu a fronteira entre o Irã e Iraque. Foram pelo menos 530 vítimas fatais e ao menos 8 mil feridos. Comovido com a situação de seu país, o iraniano Kianoush Rostami colocou à venda a sua medalha de ouro dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O campeão olímpico vai utilizar o dinheiro arrecadado com a venda para ajudar as vítimas do tremor. 

LEIA TAMBÉM: Schumacher apresenta melhoras e família espera um "milagre da medicina"

Em entrevista à CNN, o atleta de levantamento de peso afirmou ter ficado "desesperado" quando soube do ocorrido. "É meu dever tomar alguma atitude, mesmo que pequena, para ajudar meus amados conterrâneos. Eu estou devolvendo a medalha de ouro, que é deles por direito, para o meu povo. Vou retocar a medalha e usá-la para ajudar as vítimas do terremoto", disse o campeão olímpico.

LEIA TAMBÉM: Musa da luta nos EUA lança calendário onde aparece nua; veja fotos da beldade

O terremoto

O tremor de terra foi registrado às 21h48 (15h48 no horário de Brasília) e teve epicentro localizado a 32 km a sudoeste da cidade iraquiana de Halabja (a cerca de 300 km a noroeste da capital Bagdá). Foram emitidos alertas em cidades de Israel e Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O tremor de terra foi sentido também no sudeste da Turquia, mas não provocou danos.

Este foi o terremoto que mais deixou mortos no ano de 2017, superando o número de vítimas do sismo que atingiu o México em setembro. O país persa fica localizado em uma grande falha geológica e está suscetível a terremotos devastadores.

Em 2003, 30 mil pessoas morreram em um terremoto em Bam, na província de Kerman, no sudeste do Irã . Em 1990, cerca de 50 mil foram mortos em um tremor cujo epicentro ocorreu perto do Mar Cáspio.

LEIA TAMBÉM: Tenista revela ter apanhado e levado chicotadas do pai e treinador por 13 anos

Kianoush Rostami

Nascido em Eslamabad-e Gharb, o atleta de 26 anos de idade é um exemplo no levantamento de peso do Irã. Na categoria de até 85 kg, são duas medalhas olímpicas. Em Londres 2012, foi medalha de bronze e no Rio 2016 levou a de ouro. Além disso, é campeão mundial em Paris 2011 e Almaty 2014, pela mesma categoria.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.