Muitas confederações ainda estão participando de seletivas e definindo critérios de convocação; data-limite para fechar a lista que será enviada ao comitê organizador é 15/6/2015

Embora ainda faltem 267 dias para a abertura dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, já é possível dizer que o Brasil irá com uma delegação bastante robusta competir na cidade canandense, capital do estado de Ontário, a partir do dia 10 de julho do ano que vem. Segundo levantamento feito pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil), a delegação brasileira que participará do evento já tem pelo menos 300 vagas asseguradas até o momento. Mas a lista certamente irá aumentar: o prazo limite para a lista ser enviada ao comitê organizador é 15 de junho de 2015.

Confira as modalidades não-olímpicas que estarão no Pan de Toronto, em 2015, e alguns brasileiros já classificados para a competição


Entre os esportes não-olímpicos, a indefinição em alguns casos é ainda maior. "Nós ainda dependemos da definição da data do Sul-Americano do Peru para saber se iremos nos classificar", disse Jorge Otsuka, da Confederação de beisebol. O softbol, versão feminina do esporte, já está com sua vaga assegurada desde 2013 quando venceu o Sul-Americano.

Veja ainda: Fora do Rio 2016, primos pobres do esporte encaram Pan de Toronto como Olimpíada

O caratê, que já tem quatro vagas asseguradas para o Pan de 2015, terá uma nova oportunidade, em março do ano que vem, no qualificatório de Toronto, para buscar mais seis vagas. O squash, porém, já tem sua vida definida: somente a equipe feminina participará do Pan 2015, quebrando uma tradição que ter também o time masculino no torneio desde os Jogos de Mar del Plata, em 1995. "Fizemos um grave erro ao não impor a renovação da equipe masculina e pagamos por esse erro", disse Daniel Penna, presidente da Confederação Brasileira de Squash. 

Acompanhe a preparação dos Jogos do Rio 2016 no blog Espírito Olímpico

Confira abaixo a relação de vagas já assseguradas pelo Brasil no Pan 2015:

- Atletismo – 24 vagas: Revezamentos masculino e feminino;
- Basquete – 24 vagas: 12 masculinas e 12 femininas;
- Boliche – 4 vagas: 1 dupla masculina e 1 feminina;
- Canoagem Slalom – 6 vagas: 4 masculinas e 2 femininas;
- Canoagem Velocidade – 21 vagas: 12 masculinas e 9 femininas;
- Caratê – 4 vagas: 2 masculinas e 2 femininas;
- Ciclismo - 24 vagas: 15 homens e 09 mulheres;
- Futebol – 18 vagas: Equipe feminina;
- Ginástica artística – 12 vagas: 6 femininas e 6 masculinas;
- Ginástica rítmica – 6 vagas femininas;
- Ginástica Trampolim – 2 vagas: 1 masculina e 1 feminina;
- Handebol – 30 vagas: 15 masculinas e 15 femininas;
- Hipismo – 9 vagas: Equipe de Saltos e Equipe de Adestramento;
- Levantamento de peso – 8 vagas: 3 masculinas e 5 femininas;
- Luta Olímpica – 2 atletas: Gilda Oliveira e Aline Ferreira;
- Natação – 36 vagas: 18 masculinas e 18 femininas, com os revezamentos;
- Patinação artística : 2 vagas: 1 masculina e 1 feminina;
- Pentatlo Moderno – 4 vagas: 2 femininas e 2 masculinas;
- Remo – 18 vagas: 12 masculinas e 6 femininas;
- Rúgbi – 12 vagas femininas;
- Tiro Esportivo – Carabina e Pistola – 16 vagas: 10 masculinas e 6 femininas;
- Tiro Esportivo – Prato – 9 vagas: 6 masculinas e 3 femininas;
- Triatlo – 1 vaga feminina;
- Vela - 8 vagas femininas.
Total – aproximadamente 300 vagas*
* número máximo de atletas, considerando os reservas e os revezamentos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.