COI aprova Jogos-2016, mas prefeito do Rio admite preocupação com aeroporto

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

As obras nos aeroportos de Belo Horizonte, Salvador e Rio de Janeiro estão atrasadas, segundo a Infraero, que administra os aeroportos

Reuters

Getty Images
Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro

O Comitê Olímpico Internacional (COI) está satisfeito com o andamento da preparação do Rio de Janeiro para os Jogos de 2016, segundo o prefeito Eduardo Paes, que demonstrou preocupação com o aeroporto Internacional do Rio.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"É a primeira reunião que a gente não ouviu nenhum porém, nenhum senão. Mais uma vez a gente mostrou que os Jogos estão na data, no prazo. O balanço é positivo", declarou Paes em entrevista a jornalistas nesta terça-feira.

Integrantes do COI estão na cidade para mais uma reunião de rotina para acompanhar a preparação para a Olimpíada. Nas outras vezes em que estiveram no Rio, eles fizeram alertas e disseram que seguiriam "vigilantes" para que os prazos fossem respeitados.

Uma das grandes preocupações das autoridades brasileiras para os grandes eventos até 2016 é a infraestrutura aeroportuária. As obras nos aeroportos de Belo Horizonte, Salvador e Rio de Janeiro estão atrasadas, segundo a Infraero, que administra os aeroportos.

A concessão dos aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG) tem leilão previsto para setembro, e o prazo de concessão deve ser de 25 anos a 30 anos, disse o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, neste mês.

"O Galeão é um problema. Tem obra rolando, mas mais importante do que a própria obra é a concessão do aeroporto no segundo semestre deste ano... Se ele (ministro) está preocupado, imagina eu", afirmou o prefeito do Rio.

Desde a última visita do COI ao Rio de Janeiro, em fevereiro, alguns fatos aconteceram na cidade, entre eles o fechamento do estádio Olímpico João Havelange por tempo indeterminado devido a problemas na estrutura da cobertura. No estádio construído para os Jogos Pan-Americanos de 2007 vão acontecer as competições de atletismo da Olimpíada de 2016.

"Ainda não temos a solução encaminhada. A gente tem que ter uma solução definitiva para o Engenhão", disse Paes.

Já o estádio do Maracanã, palco da abertura e do encerramento da Olimpíada de 2016, sofreu atrasos na finalização das obras para a Copa das Confederações deste ano e só foi reaberto no sábado, após adiamentos. Não estão descartadas novas obras no estádio depois da Copa do Mundo de 2014 para os Jogos de 2016.

Na última visita, o COI manifestou preocupação com o déficit de hospedagem na cidade, mas o prefeito garantiu que o assunto foi resolvido.

"A questão das acomodações, que nos preocupava, já está bem encaminhada", afirmou Paes, explicando que na região da Barra da Tijuca, onde vai se concentrar a Olimpíada, a prefeitura lançou lei de incentivos fiscais para construções residenciais que serão utilizadas no evento.

Leia tudo sobre: Rio 2016

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas