Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google

Membros da equipe paralímpica da Jordânia são acusados de crimes sexuais

Três atletas tiveram que ir a tribunal responder sobre acusações de relações com menores de idade e voyeurismo

EFE | - Atualizada às

EFE

Três membros da equipe paralímpica da Jordânia, que estarão nos Jogos de Londres, compareceram a um tribunal da Irlanda do Norte nesta quarta-feira por terem sido detidos na véspera, acusados de diversos crimes sexuais.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros internautas

Getty Images
Atletas da Jordânia estava treinando na Europa

Os envolvidos, dois levantadores de peso - um deles bronze em Pequim 2008 - e um treinador, que estavam em fase final de preparação na cidade norte-irlandesa de Antrim, nas proximidades da capital Belfast.

Um deles, atleta de 23 anos, terá que enfrentar duas acusações, por relações sexuais com menor de idade, outro por ataque sexual a uma mulher e outro por voyeurismo. Os outros dois envolvidos, homens de 35 e 36 anos, são acusados de dois supostos delitos de relações sexuais com menor e de ataque contra uma mulher, respectivamente.

O escândalo obrigou o rei Abdullah II da Jordânia, através de um representante do Governo, a fazer com que os três acusados se apresentassem diante do juiz, após terem pagado fiança. Os três detidos treinavam com o resto da delegação jordaniana em instalações na Irlanda do Norte, onde outras equipes estão encerrando a preparação para a disputa dos Jogos Paralímpicos de Londres, que começarão no dia 29 de agosto.

Leia tudo sobre: Paralimpíadas

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG