iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

05/10 - 09:06

Brasileiras tentam travessia inédita no Canal da Mancha
Atletas sairão de Dover, na Inglaterra, e nadam até a cidade de Calais, na França, em um percurso de ida e volta de 80 km

Aretha Martins, iG São Paulo

As brasileiras Marta Mitsui, Guiliana Braga, Priscila Santos e Lucina Teixeira querem completar um feito inédito para o Brasil. Elas se preparam para, em junho de 2011, fazer a travessia do Canal da Mancha, em revezamento 4x4, com um percurso de ida e volta.

Será a primeira vez que uma equipe de quatro mulheres tentará completar a travessia. As brasileiras já começaram os treinos para encarar as águas geladas na Europa. A prova será em pleno verão no continente, mas a temperatura da água deve ficar em torno dos 14º C. Para se adaptar, as nadadoras treinaram no final de semana no lado do Pico do Itapeva, em Campos de Jordão. "A água em torno de 15º C é a mais gelada desde que começamos os treinamentos", comenta Priscila, uma das integrantes da equipe brasileira.

Divulgação
Brasileiras se preparam nas águas geladas em Campos do Jordão

A região de Campos do Jordão foi escolhida porque, além de gelada, tem ventos constantes, característica que será encontrada na travessia.

"O grau de dificuldade é muito grande devido às condições climáticas. As baixas temperaturas, a incidência de muitos ventos exigem muito do atleta: condicionamento físico, preparo psicológico, além de uma boa infraestrutura para a competição", afirmou Agnaldo Arsuffi, um dos técnicos da equipe nacional.

Com ventos e correnteza, até o percurso da prova é modificado. Se a travessia fosse feita em linha reta, as atletas nadariam 68 km. Entretanto, esse caminho "ganha" mais 40 km por causa das condições adversas. A expectativa é que a velocidade média das brasileiras seja de 4km/h.

Na travessia do Canal da Mancha cada atleta nadará uma hora e será substituída pela seguinte no time. As brasileiras já treinaram o revezamento, mas em tempo e distância menores, para medir a produção de lactato, substância que o organismo produz para prevenir a fadiga. O objetivo é reduzir a produção de tal substância para que a atleta tenha um melhor rendimento.

"Fizemos uma simulação com cotas de 400m, ou seja, cada atleta completou quatro vezes essa distância". Os índices de lactato foram verificados, mas Igor de Souza, mais um técnico da equipe, faz um alerta. "Isso (a redução) só ocorre com uma boa preparação, daí a necessidade dos treinos e do acompanhento", explica.

Experiência
A única nadadora da equipe que já completou a travessia do Canal da Mancha é Marta Mitsui, a Martinha. Ela completou o caminho sozinha, em 2006. "O Canal da Mancha é o sonho de todo o nadador de águas abertas. Quando fiz a minha primeira travessia, foi demais. Agora, com as minhas amigas, será ainda mais emocionante", afirma a atleta.


Leia mais sobre: natação águas abertas travessia Canal da Mancha

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação

equipe para travessia 4x4 no Canal da Mancha

Águas abertas
Equipe brasileira se prepara para travessia do Canal da Mancha com revezamento 4 x 4

Topo
Contador de notícias