iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

11/02 - 15:32

Brasileiros chegam a Vancouver dispostos a fazer história

Brasil será representado por Isabel Clark, Jhonatan Longhi, Maya Harrison, Leandro Ribela e Jaqueline Mourão

EFE

Cinco atletas do Brasil participarão dos Jogos de Inverno de Vancouver, entre os dias 12 e 28 deste mês, dispostos a fazer história para o país na competição.

O melhor resultado brasileiro em Jogos de Inverno foi o nono lugar de Isabel Clark na prova de snowboard na última edição, em 2006, na cidade italiana de Turim. Disposta a melhorar esta marca no Canadá e a escrever seu nome de vez na história, ela será a porta-bandeira do país na cerimônia de abertura dos Jogos.

"Fiquei muito surpresa com essa nova indicação, mais do que quando fui escolhida nos Jogos Olímpicos de Turim. Realmente não esperava", disse a snowboarder carioca.

"Agora que já tenho experiência, vou tentar curtir cada segundo porque sei que passa muito rápido. Enquanto você carrega a bandeira do seu país, pensa em tanta coisa, em tantas pessoas, amigos, familiares e até desconhecidos que estão curtindo aquele momento, que o tempo passa muito depressa", acrescentou.

Além de Isabel, representarão o Brasil Jhonatan Longhi e Maya Harrison, do esqui alpino, e Leandro Ribela e Jaqueline Mourão, na disputa do esqui cross country.

Jaqueline é o caso mais curioso da delegação brasileira: ela é a única atleta do país a se classificar para duas edições de Jogos Olímpicos de verão no mountain bike e duas de inverno, Mesmo assim, ela mostra ansiedade a poucos dias do evento.

"Na reta final de preparação já apareceu aquele friozinho na barriga. Os primeiros dias na Vila são bastante agitados, pois temos que nos adaptar a uma nova rotina e nos informar sobre horários de treinamento, alimentação e transporte", disse Jaqueline, em declarações ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

"A abertura é o momento em que percebemos que todo o esforço e treinamento valeram a pena pela oportunidade única de entrar no estádio, sob os olhos do mundo inteiro, representando a nação brasileira", explica a atleta, que competirá no dia 15.

Os primeiros atletas brasileiros que chegaram a Vancouver foram Isabel e Leandro, no último dia 4 - o primeiro de funcionamento oficial das Vilas Olímpicas.

Jaqueline e Jhonatan se instalaram no dia 8, e Maya no dia 9, assim como Stefano Arnhold, presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) e chefe da equipe brasileira de esqui. À frente da missão brasileira, Edson Menezes aterrissou no Canadá no dia 7.

A delegação brasileira ficará dividida nas duas Vilas Olímpicas.

Isabel Clark ficará alojada na Vila de Vancouver, mais próxima de Cypress Mountain, local das competições de snowboard. Os demais atletas brasileiros ficarão na Vila de Whistler, onde se realizarão as competições de esqui alpino e cross country.

A Vila Olímpica de Vancouver receberá 2.750 atletas e oficiais durante os Jogos Olímpicos. A Vila é localizada a uma distância de 12 quilômetros da área central da cidade, onde serão realizadas várias competições e a cerimônia de abertura, no BC Place Stadium.

Já a Vila Olímpica de Whistler está localizada a menos de 20 minutos dos locais de competição, e também receberá cerca de 2.750 atletas e oficiais durante os Jogos.

Antes da chegada dos atletas, no dia 2, o departamento de alto rendimento foi ao Canadá para inscrever oficialmente a delegação, receber as chaves e finalizar a preparação dos apartamentos onde os esportistas ficarão nas Vilas Olímpicas de Vancouver e de Whistler, sub-sede do evento.

"O objetivo é deixar tudo pronto para que, durante a estadia no Canadá, os atletas brasileiros só se preocupem em treinar e competir", explicou Marcus Vinícius Freire, superintendente executivo de esportes do COB.

Além de Jaqueline Mourão, que disputa a prova dos 10 quilômetros do esqui cross country, Leandro Ribela também compete no dia 15, nos 15 quilômetros.

Isabel Clark disputa o snowboard em 16 de fevereiro, enquanto Jhonatan Longhi compete no slalom gigante do esqui alpino dia 21, e no slalom dia 27 - Maya Harrison faz o mesmo nos dias 24 e 26, respectivamente.

Às vésperas de sua primeira edição de Jogos Olímpicos, Leandro Ribela, de 29 anos, se mostrou tranquilo. "Esperava estar mais nervoso. Agora estou contente. Treinei duro e me dediquei bastante nos últimos quatro anos em busca do índice olímpico, então estou muito feliz porque chegou a hora", disse.

Fora das competições, representantes do comitê organizador dos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro, estarão em Vancouver para acompanhar a disputa. Será apresentado o primeiro relatório de progresso durante a sessão do Comitê Olímpico Internacional (COI) que antecede o início do evento.

O documento apresenta a evolução do trabalho do comitê Rio 2016 e dos três níveis de governo nos quatro últimos meses. Serão mostrados os resultados do seminário de orientação, em outubro de 2009, e da visita da comissão de coordenação, em janeiro de 2010, além de avanços dos governos em áreas como infraestrutura e segurança.

Outra delegação de profissionais da Rio 2016 e integrantes dos três níveis de governo conhecerão a organização da operação de diversos setores dos Jogos, no chamado Programa de Observadores.

Durante os 17 dias de competições, também estarão presentes representantes de Londres, que sedia os Jogos de verão em 2012, Sochi, palco da próxima edição de inverno, em 2014, e das cidades candidatas aos Jogos de Inverno de 2018 - Annecy, Munique e Pyeongchang.

"O Programa de Observadores é uma importante oportunidade de integração com outros comitês organizadores. A experiência de realizar os Jogos Olímpicos é única em todos os setores", explicou o presidente do comitê Rio 2016 e do COB, Carlos Arthur Nuzman.

Criado pelo COI após os Jogos Olímpicos de Atlanta 96, o Programa de Observadores está em sua sexta edição. O objetivo é possibilitar a observação da organização dos Jogos Olímpicos em tempo real, no local do evento, e o cruzamento de informações de comitês organizadores que estão em diferentes estágios de preparação. As sessões são compostas por palestras e visitas guiadas.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias