iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

27/07 - 16:43

COI ouve atletas pegos no antidoping em Pequim

Atletas usaram hormônio sintético que facilita na recuperação muscular e só é pego em exames de sangue

Agência Estado

SÃO PAULO - O Comitê Olímpico Internacional promoveu nesta segunda-feira uma audiência com cinco atletas que foram flagrados em exames antidoping durante os Jogos Olímpicos de Pequim: o campeão dos 1.500 metros, Rashid Ramzi, do Bahrein; os ciclistas Stefan Schumacher, alemão, e Davide Rebellín, italiano, medalha de prata na prova de estrada; a meio-fundista croata Vanja Perisic; e a marchadora grega Athanasia Tsoumeleka.

Esses atletas foram flagrados numa segunda rodada de exames, feita no segundo semestre do ano passado, depois de ser descoberto a tecnologia para detecção de Cera, um hormônio sintético que facilita na recuperação muscular e só é pego em exames de sangue. A levantadora de peso dominicana Yudelquis Contreras também foi pega, mas acabou absolvida depois de a contraprova não encontrar nenhuma substância.

Rashid Ramzi, o único campeão olímpico ameaçado de perder sua medalha, foi acompanhado pelo advogado americano Maurice Suh, que tem no currículo o trabalho com outros atletas já envolvidos em casos de doping, como o velocista Justin Gatlin e o ciclista Floyd Landis. Suh questionou a legalidade do novo exame e disse que "é preciso que haja um julgamento justo".

O advogado de Davide Rebellín, Fabio Pavone, alegou completa inocência de seu cliente. "Ele sempre foi um atleta limpo e vai provar isso", declarou o representante. Stefan Schumacher, que já havia sido pego em exame refeito pela organização da Volta da França, disse que vai lutar por seus direitos. "Eu sei que não fiz nada de errado", disse o alemão.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias