iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

01/07 - 11:59

Ex-boxeador, prefeito de Manágua é encontrado morto

O partido de Alexis Arguello já disse que vai pedir a investigação da morte

Agência Estado

MANÁGUA (Nicarágua) - O ex-boxeador nicaraguense Alexis Arguello, que desde o ano passado ocupava o cargo de prefeito de Manágua, a capital do país, foi encontrado morto em sua residência nesta quarta-feira. Ele tinha 57 anos, e pertencia à Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN), mesmo partido do presidente Daniel Ortega.

Como boxeador, Arguello teve em seu cartel 90 lutas como profissional, com 82 vitórias, sendo 65 como profissional, e apenas oito derrotas. Ele começou a lutar ainda na adolescência, e conquistou títulos mundiais em três categorias diferentes - pena, superpena e leve -, em combates que entraram para a história do boxe latino-americano. Em 1992, foi escolhido para o Hall da Fama do Boxe.

Após o fim da carreira, na década de 1980, Arguello começou a se envolver na política, e fez oposição aos sandinistas, passando para o partido apenas nos últimos anos, com a moderação do discurso de Ortega. O partido já disse que vai pedir a investigação da morte. "Ele era um campeão dos pobres, um exemplo de perdão e reconciliação", disse a primeira-dama do país, Rosario Murillo.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias