iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

19/02 - 16:35

Entidade defende a criação de modalidade feminina de boxe em Londres-2012
Nesta semana, a lutadora Sarah Blewden foi proibida de participar de torneios oficiais, por possuir implante nos seios

Gazeta Esportiva

LONDRES (Inglaterra) - A polêmica envolvendo a proibição da lutadora Sarah Blewden de participar de torneios oficiais, por possuir implante nos seios, criou uma discussão sobre a criação de uma modalidade olímpica feminina de boxe. O novo capítulo ocorreu nesta quinta-feira, com um nota da Associação Internacional de Boxe Amador (AIBA) em defesa da participação das mulheres no esporte.

Ao ser impedida de lutar por causa de suas próteses de silicone nas mamas, Sarah mostrou-se revoltada com a decisão da Associação de Boxe Amador do Reino Unido (ABAE) e ganhou o apoio de Tessa Jowel, ministra dos esportes olímpicos no Reino Unido, que defendeu a criação de uma categoria feminina de boxe nas Olimpíadas de Londres-2012.

Por causa disso, nesta quinta-feira, a AIBA declarou em seu site oficial que defenderá a inclusão de uma modalidade para mulheres nos próximos Jogos Olímpicos.

"Esta é uma decisão crucial para o desenvolvimento do boxe feminino. A AIBA apóia a participação das mulheres nas Olimpíadas e trabalharemos duro para formular uma proposta e envia-la para o Comitê Olímpico Internacional (COI)", afirmou o presidente da entidade, Ching Kuo Wu.

Dessa forma, a AIBA se antecipa para forçar uma decisão do COI, pois o Comitê Internacional realizará um congresso em Copenhague, na Dinamarca, entre os dias 3 e 5 de outubro, e é esperado que se tenha uma decisão final sobre o caso.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias