iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

01/12 - 10:01

Pequim usa Ninho de Pássaro para lembrar Dia Mundial de Luta contra a Aids
Segundo um estudo, 47,8% dos chineses se recusam a casar e até a dividir uma mesa com uma pessoa com aids

EFE

PEQUIM (China) - O Governo chinês aderiu às celebrações do Dia Mundial de Luta contra a Aids ao enfeitar com fitas vermelhas gigantes o Estádio Nacional, também conhecido como Ninho de Pássaro e símbolo dos Jogos Olímpicos de Pequim.

"A discriminação contra os soropositivos é uma verdadeira causa de preocupação", disse Bernhard Schwartzlander, coordenador na China do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/aids (Unaids, em inglês).

A jornada também foi lembrada numa festa organizada domingo pela Unaids e o Ministério da Saúde chinês, na zona olímpica de Pequim. O lema do evento foi "Um objetivo, um sonho: um mundo sem estigma", e teve como base o lema dos Jogos da capital chinesa: "Um mundo, um sonho".

"O estigma e a discriminação são os maiores obstáculos para uma resposta efetiva perante a aids. Precisamos incluir todos os setores da sociedade chinesa para combater este problema", disse o ministro da Saúde, Chen Zhu, em discurso.

Segundo um estudo, 47,8% dos cidadãos chineses se recusam a casar e até a dividir uma mesa com uma pessoa que tenha o vírus da aids.

Também hoje, o presidente chinês, Hu Jintao, e uma comitiva, visitaram um hospital com pessoas com aids.

A China tem um total de 264.302 pessoas reconhecidas oficialmente como portadores do HIV pelo Ministério da Saúde, embora estimativas da Unaids e da Organização Mundial da Saúde (OMS) elevam o número para mais de 700.000 pessoas.

No entanto, diversas Organizações Não-Governamentais (ONGs) estimam o número em milhões.

Segundo o último relatório do Ministério da Saúde, foram registrados 44.839 novos casos de aids em 2008, e 6.897 pessoas morreram vítimas da doença durante os nove primeiros meses de 2008.


Leia mais sobre: Dia Mundial de Luta contra a Aids Ninho de Pássaro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias