iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

28/11 - 16:58

COB contrata advogado para acompanhar caso Montgomery
Objetivo da entidade é trazer para o Brasil a medalha de ouro na prova dos 4x100m das Olimpíadas de Sidney

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) anunciou nesta sexta-feira que constituiu o advogado Sergio Mazzillo para acompanhar o caso Tim Montgomery. O objetivo da entidade é trazer para o Brasil a medalha de ouro na prova dos 4x100m das Olimpíadas de Sidney, em 2000.

Na ocasião, o quarteto brasileiro formado por Claudinei Quirino, Edson Luciano, André Domingos e Vicente Lenílson ficou com a prata, atrás apenas do time dos Estados Unidos, do qual Montgomery fazia parte. Esta semana, entretanto, o atleta, que foi à pista somente nas eliminatórias, admitiu que estava dopado.

Em consulta feita pelo COB na última quinta-feira, dia 27, a Agência Mundial Antidoping (Wada) e a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) informaram que, por se tratar de uma questão relacionada aos Jogos Olímpicos, o assunto está sob a responsabilidade do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Ainda na quinta-feira, em resposta à consulta do COB, o Comitê Olímpico Internacional informou que a entidade “cuidará deste assunto como parte do arquivo que se encontra ainda aberto do caso Balco e tomará todas as medidas necessárias.

Retrocedendo ao ano de 2004, o COI instituiu uma Comissão Disciplinar com o objetivo de investigar de que forma o caso Balco pode ter afetado as competições dos Jogos Olímpicos. Nós apoiamos a posição do USOC em pedir ao atleta para seguir em frente e devolver voluntariamente a sua medalha”.

O caso do Brasil, entretanto, encontra um precedente complicado, já que medalhas de Marion Jones, que também admitiu ter se dopado em Sidney-2000, jamais foram repassadas aos outros competidores, apesar de terem sido cassadas.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias