iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

21/11 - 13:27

Ex-chefe de Paris-2012 diz: 'Custo de Londres não é realista'
"Londres subestimou muitos custos e pode ver agora que os custos reais são muito maiores do que imaginava"

 

Gazeta Esportiva

PARIS (França) - Já faz mais de três anos que Londres ganhou a disputa com Paris para sediar os Jogos Olímpicos de 2012, mas dirigentes esportivos das cidades seguem tendo desavenças. Nesse contexto, o ex-chefe do comitê da candidatura francesa, Philippe Baudillon, veio a público afirmar nesta sexta-feira que a previsão de custos apresentada pelos britânicos nunca foi “realista”.

Na verdade, ainda que sempre tenha defendido a tese de que os representantes de Londres garantiram que gastaria muito menos dinheiro do que terão que despender, Baudillon aproveitou para ‘cutucar’ os rivais depois das declarações da ministra britânica das Olimpíadas, Tessa Jowell. Na semana passada, ela havia advertido que o governo do país pode ter dificuldade para organizar os Jogos caso a recessão mundial seja confirmada.

“O orçamento de Paris era muito, muito mais preciso”, disse Baudillon. “Londres subestimou muitos custos e pode ver agora que os custos reais são muito maiores do que imaginava”.

Desse modo, o francês mostra que ainda não engoliu a votação realizada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) em junho de 2005 – até então apontada como favorita para abrigar a competição de 2012, a ‘cidade-luz’ acabou surpreendida.

“As pessoas de Londres-2012 foram melhores ‘vendedores’ que as nossas. Mas isso é muito mais fácil de fazer quando você tem um contrato e realizou várias promessas que não pode cumprir. Em primeiro lugar, eles foram muito otimistas em termos de custos e, em segundo, há a crise econômica, que não é previsível. Portanto há muitos problemas com o orçamento”.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias