iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

19/11 - 16:45

Para técnico, Bolt ainda precisa provar ser o melhor da história

Glen Mills disse esperar mais do recordista mundial nos 100 e 200m e reprovou comemoração antes da hora

Gazeta Esportiva

KINGSTON (Jamaica) - Para o técnico Glen Mills, responsável pela preparação do jamaicano Usain Bolt, o campeão olímpico e recordista mundial de velocidade ainda não mostrou todo o seu potencial. Depois de conquistar ouro com direito a recorde mundial nos 100m e 200m nos Jogos Olímpicos de Pequim, o jamaicano ouviu mais que elogios do treinador, que espera novas conquistas do pupilo antes de sacramentar que ele é o melhor da história.

'Quero algo mais dele', confessou Mills em entrevista à Reuters, destacando que é difícil comparar seu atleta com os de outras épocas. 'Seu desempenho como velocista na Olimpíada de Pequim é o maior que já houve em termos de qualidade', reconhece o técnico. 'Porém, eu gostaria de vê-lo equiparar isso com outros desempenhos excepcionais, antes que possa ser chamado de o maior que já houve no mundo'.

Aos 22 anos, Bolt ganhou os holofotes do atletismo desde que conseguiu bater o recorde mundial dos 100m pela primeira vez no início do ano, superando a marca de seu compatriota Asafa Powell. Alvo de muitos comentários e insinuações de doping por sua evolução surpreendente, o jamaicano é um dos finalistas ao prêmio de performance do ano na eleição da Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF).

Ele concorre ao prêmio por seus desempenhos nos Jogos de Pequim, mas levou um 'puxão de orelhas' do técnico por seu comportamento durante as provas. Mills reprovou Bolt por comemorar a vitória antes mesmo de cruzar a linha de chegada nos 100m. Na China, o jamaicano diminuiu a velocidade e abriu os braços em comemoração antes do final do percurso, completado em impressionantes 9s69.

Para o treinador, o comportamento pode ter custado até 0s10 em sua cronometragem. Por causa disso, Mills promete ser mais linha dura com o atleta em relação a seu comportamento.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias