iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

13/11 - 17:21

Comissão de candidatura diz que Madri não é racista

"Madrid é tolerante, mesmo sendo verdade alguns eventos provocados por uma minoria que não representa a atitude dos madrilenhos"

Gazeta Esportiva

MADRI (Espanha) - Preocupados com a imagem de racismo que tem aumentado sobre a Espanha, a presidente do Comitê de Candidatura para os Jogos de 2016, Mercedes Coghen, afirmou nesta quinta-feira que Madri não tem um perfil racista e que isso não irá atrapalhar a candidatura da cidade.

"Madrid é uma cidade tolerante, mesmo sendo verdade alguns eventos provocados por uma minoria que, de maneira alguma, representa a atitude dos moradores madrilenhos".

A cidade espanhola concorre com Rio de Janeiro, Chicago e Tóquio pelo direito de organizar a Olimpíada de 2016. O vencedor da disputa será decidido em outubro do ano que vem pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

Durante um evento público em Madri, o Comitê de Candidatura apresentou um filme publicitário com mensagens de apoio de jogadores como o português Pepe, do Real Madri, e o tcheco Tomas Ujfalusi, do Atlético de Madri.

"O esporte é uma arma no arsenal da tolerância", destacou Coghen. Segundo ela, também foram adotadas diversas iniciativas educacionais para combater o racismo, incluindo a apresentação do mesmo filme nas escolas da cidade.

Durante esta temporada, vários incidentes comprovaram o comportamento racista na Espanha, principalmente em eventos esportivos. Entre as vítimas estiveram o atacante camaronês Samuel Eto'o, em Málaga, e o equatoriano Joffre Guerron, do Getafe, durante jogo contra o Sporting Gijon.

Nem o inglês Lewis Hamilton, que acabou conquistando o título de Fórmula 1, escapou, tendo sido vítima de manifestações racistas durante o GP em Barcelona, em fevereiro.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias