iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

08/11 - 11:34

Rogge vê doping e sedentarismo da juventude como desafios para o COI
"Houve 39 casos antes dos Jogos de Pequim, outros oito durante as competições e sete que ainda serão avaliados", disse

EFE

SÃO PAULO - O doping e a crescente sedentarismo da juventude são os principais desafios a serem enfrentados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), segundo o presidente do órgão, Jacques Rogge.

Em declarações à agência "APA", o dirigente belga de 64 anos mencionou estes desafios e se mostrou disposto a se candidatar a mais um mandato de quatro anos à frente do COI.

Em visita a Viena nesta sexta-feira para as comemorações do centenário do Comitê Olímpico Austríaco, Rogge afirmou que a organização que preside está bem preparada para enfrentar a crise financeira mundial e realizar os Jogos de Londres, além dos de inverno em Vancouver (Canadá) e Sochi (Rússia).

Sobre o problema do doping, afirmou que a prática "continua sendo um problema persistente no esporte", mas que o COI tem tido bastante sucesso em seu combate.

"Houve 39 casos antes dos Jogos de Pequim, outros oito durante as competições e sete que ainda serão avaliados", enumerou.

Segundo ele, o COI só pode penalizar o doping no esporte com punições que sejam aceitas pela Justiça, e propôs o afastamento das pistas por quatro anos para o consumo de anabolizantes e EPO, mas descartou a suspensão perpétua, porque os criminosos também não são condenados à pena após o primeiro delito.

Ao falar das competições de futebol no olimpismo, Rogge declarou que o COI tem problemas com os clubes, mas não com a Fifa, com cujo presidente, o suíço Joseph Blatter, terá uma reunião em breve para abordar a questão.


Leia mais sobre: Doping no esporte

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias