iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

08/11 - 16:24

Presidente do COI acredita em mais de 15 dopings em Pequim
O dirigente acredita que o resultado final de todos os testes restantes deve ser disponibilizado nas próximas seis semanas

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI) admitiu esperar pelo menos 15 casos de doping confirmados nos Jogos Olímpicos de Pequim. Até o momento, já houve a confirmação de oito casos.

'Tivemos 39 casos positivos na pré-temporada dos Jogos, oito durante os Jogos e há outros sete suspeitos', afirmou o belga Jacques Rogge durante a cerimônia de aniversário do Comitê Olímpico Austríaco, em Viena. O dirigente acredita que o resultado final de todos os testes restantes deve ser disponibilizado nas próximas seis semanas.

Seis atletas foram desqualificados por doping durante os Jogos, entre eles a ucraniana Lyudmila Blonska (heptatlo) e o norte-coreano Kim Jong Su (tiro esportivo), que perderam as pratas conquistadas na China. Também foram pegos a espanhola Isabel Moreno e o vietinamita Thi Ngan Thuong Do, além dos cavalos dos brasileiros Bernardo Alves (Chupa Chup) e Rodrigo Pessoa (Rufus).

Em outubro, o COI anunciou que refaria os testes de Pequim, buscando por CERA, eritropoietina de ação prolongada, tecnicamente uma nova geração do hormônio EPO, que foi identificada em alguns ciclistas na disputa da mais recente Volta da França. O Comitê aplicou mais de 5 mil testes antidoping durante as Olimpíadas chinesas, aumentando em 25% o número de amostras coletadas em relação a Atenas-2004.

Nos Jogos gregos houve 24 casos de doping confirmados. Inicialmente, Rogge esperava 40 testes positivos na China. 'O doping nos esportes é como o crime na sociedade'.


Leia mais sobre: Doping no esporte Jogos olímpicos

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias