iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

07/11 - 17:18

Morre primeira brasileira que cruzou o Canal da Mancha

Feito da atleta, que não competia desde 2007, foi obtido em 1992 e durou 19 horas; óbito veio após paradas cardíacas

Gazeta Esportiva

BOMBINHAS - Aos 49 anos, Daílza Damas, primeira brasileira a cruzar o Canal da Mancha a nado, morreu na madrugada desta sexta-feira, na cidade catarinense de Bombinhas, balneário onde morava. O feito da atleta foi obtido em 1992 e durou 19 horas.

Daílza morreu no hospital depois que sofreu duas paradas cardíacas. Ela não participava mais de eventos esportivos desde o ano passado, quando descobriu que tinha um tumor na glândula hipófise.

Além de atravessar o Canal da Mancha, entre França e Inglaterra, duas vezes, Daílza se aventurou em outras travessias, como a do Canal de Catalina, do Estreito de Gilbraltar, do Mar da Galiléia e do Lago Titicaca, das ilhas de Fernando de Noronha e de Manhattan.

A nadadora começou a carreira tardiamente, aos 28 anos, para incentivar o filho, que sofria de bronquite, a praticar o esporte. O velório e o enterro serão em Apucarana, no norte do Paraná, cidade natal da atleta. Datas e horários ainda não foram divulgados pela família. 

Longas travessias a nado são rotinas para o atleta Paulo Maia, que conversou recentemente com a reportagem do iG no vídeo abaixo, contando sua rotina nada trivial de treinos e cuidados com a saúde. Assista:


*com Agência Estado


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias