iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

07/11 - 13:48

Confederação processa atletas que denunciaram maus-tratos
Jade Barbosa, Daiane dos Santos e Laís Souza afirmaram que tiveram lesões 'escondidas' pela entidade

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Alvo de denúncias sobre maus-tratos, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) entrou com processo judicial contra Jade Barbosa, Daiane dos Santos e Laís Souza. Após as Olimpíadas de Pequim, as três disseram já ter competido lesionadas e treinado exaustivamente, além de reclamar de restrição de água e comida.

“São afirmações que elas terão que provar na Justiça para os nossos advogados. Falar é fácil, vamos ver como eles vão nos provar no momento em que forem chamados para o julgamento”, comentou Eliane Martins, supervisora da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), ao jornal Diário de São Paulo.

A primeira denúncia partiu de César Barbosa, pai de Jade, que alega que a filha teve uma lesão no punho negligenciada pela entidade, de forma que o problema foi se agravando gradativamente. Mais discretamente, Daiane e Laís, que atualmente se recuperam de cirurgias no joelho, também demonstraram mágoas com a CBG.

“Não vamos dizer se é verdade ou não. Só queremos as provas. O processo é judicial e não vamos entrar nessa de discutir pela imprensa”, afirmou Eliane, que deixará o cargo no final do ano, por conta da mudança de comando na CBG – a atual presidente, Vicélia Florenzano, não vai concorrer à reeleição.


Leia mais sobre: Daiane dos Santos Laís Souza Jade Barbosa Ginástica artística

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Jade Barbosa Pequim

Atrito na ginástica
Confederação de ginástica irá exigir provas sobre declarações das ginastas brasileiras

Topo
Contador de notícias