iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

31/10 - 14:51

Ex-campeã olímpica no atletismo é acusada de doping

Halkia foi impedida de disputar os Jogos de Pequim este ano porque teve resultado positivo em um exame antidoping

Gazeta Esportiva

ATENAS (Grécia) - Campeã nos Jogos Olímpicos de Atenas-2004 nos 400m com barreiras, a grega Fani Halkia foi formalmente acusada pela Justiça grega na investigação por uso de substâncias proibidas. Caso seja considerada culpada, Halkia pode pegar dois anos de prisão. Na Grécia, doping é punido criminalmente.

Além da barreirista, seu técnico George Panagiotopoulos também foi indiciado pelos procuradores. Ele é acusado de fornecer as substâncias e pode pegar mais de três anos de detenção, além de estar sujeito ao pagamento de até US$ 26.070 se for condenado. A data do julgamento da dupla ainda não foi definida.

Halkia foi impedida de disputar os Jogos de Pequim este ano porque teve resultado positivo em um exame antidoping. O teste acusou a presença do esteróide methyltrienolona.

Também foram acusados de envolvimento no uso de doping os velocistas Tassos Gousis e Dimitris Regas, que foram banidos pela Federação Grega por dois anos. Todos eles negaram o uso de produtos proibidos.

Durante este ano, 15 atletas gregos foram pegos no antidoping, sempre com a mesma substância. O grupo inclui ainda os 11 integrantes da seleção nacional de levantamento de peso.

Segundo o presidente do Comitê Olímpico grego, o número de casos detectado indica um 'esforço organizado'. Halkia diz ter sido vítima de um 'ato malicioso' de alguém, cujo nome ela não revelou.

O caso na Justiça grega foi aberto a pedido do Comitê Olímpico Internacional (COI), em agosto.


Leia mais sobre: Fani Halkia doping no esporte

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias