iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

23/10 - 12:35

Após ouro, Sarah Menezes mira a medicina
“Preciso meter a cara nos estudos para fazer vestibular para medicina no fim do ano", contou a atleta

 

Gazeta Esportiva

BANCOC (Tailândia) - Depois de muita dedicação e a chegada da recompensa nesta quinta-feira, quando sagrou-se a segunda mulher brasileira a vencer um Campeonato Mundial de judô, a ligeiro Sarah Menezes já está preparada para o próximo desafio em sua vida: os estudos. “Preciso meter a cara nos estudos para fazer vestibular para medicina no fim do ano. Este ano foi muito corrido e eu perdi muita aula”, contou a judoca, que precisou passar por cinco combates para colocar a medalha de ouro no peito.

A conquista selou a boa temporada que a jovem de 18 anos realizou. Neste ano, ela foi sétima colocada na Supercopa do Mundo de Paris e bronze na Côa do Mundo de Budapeste. Além disso, a judoca conseguiu classificação para participar das Olimpíadas de Pequim. Com estes resultados, Sarah competiu confiante no Mundial Júnior de Bancoc.

“A experiência nessas competições importantes me deu tranqüilidade e confiança para lutar o Mundial Júnior. Apesar de cansada, estava bastante motivada”, comentou. “Uma coisa que fez a diferença sem dúvida foi a parte psicológica”, completou.

O Mundial júnior está servindo para a Federação Internacional de Judô (FIJ) testar três mudanças nas atuais regras da modalidade. Até o momento, a entidade está aprovando as adaptações.

“Todos parecem felizes com os testes. Ainda vamos esperar o final do Mundial para avaliar, mas o judô ficou mais dinâmico e voltou à sua essência”, explicou o coordenador de arbitragem da FIJ, o espanhol Juan Barcos.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias