iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

22/10 - 21:34

Fabiana Murer supera trauma e se sente motivada para competir

“Ainda estou um pouco arredia, mas se tiver uma competição importante na China, eu vou", afirmou saltadora

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A tragédia que marcou os Jogos Olímpicos de Pequim para Fabiana Murer não assombra mais a atleta. Depois de ter uma de suas varas desaparecida no momento em que mais precisava, ela afirma que o estresse passou após um mês de férias.  “Foi super complicado superar, mas agora já passou, faz parte da história”, afirmou.

A brasileira deixou a China dizendo que nunca mais pisaria naquele país, mas já começa a mudar de opinião. “Ainda estou um pouco arredia, mas se tiver uma competição importante na China, eu vou. Será outro evento, com outra organização”.

Sem traumas e com mais vontade de treinar e se superar, Fabiana parte para uma temporada indoor de um mês na Europa, com provas na Ucrânia, Polônia, República Tcheca e Suécia. “O meu foco está no Mundial de Berlim (Alemanha), em agosto do ano que vem”, revelou a atleta.

Fabiana também aguarda a confirmação sobre a inclusão do salto com vara feminino na Golden League 2009, onde são disputadas seis provas em diferentes países da Europa. “A campeã ganha um milhão de dólares. Ia ser ótimo, mas fica complicado competir com a Isinbayeva”, disse sobre a russa, medalha de ouro em Pequim.

Treino com a campeã
Realizando intercâmbios com o técnico de Yelena Isinbayeva desde 2004, Murer já passou temporadas treinando junto com a imbatível russa. “É interessante ver como ela treina, o foco, a concentração. O mais importante foi perceber que ela também tem medo, insegurança e dificuldades, mas é muito forte e tem garra”, contou a brasileira, que aproveitou para pegar algumas manhas da campeã e recordista mundial.

“Um dia ela me disse que faz o que o técnico manda sem ficar pensando muito. Procuro fazer isso também. O salto com vara é muito técnico e quando você chega na competição, todos os passos já estão treinados, é só ir lá e executar o que o técnico planejou”, contou Fabiana.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias