iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

16/10 - 20:47

Belga destaca posição privilegiada no sábado
“Estou muito feliz com o desempenho do meu cavalo e por estar classificado para a grande final de sábado", disse Philippaerts

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Primeiro colocado em duas das quatro provas já realizadas no concurso cinco estrelas Athina Onassis, o belga Ludo Philippaerts comemorou a posição privilegiada que terá na para a disputa da finalíssima do Global Champions Tour, principal prova do evento, programada para o próximo sábado. Por ter formado, junto com o cavalo Cavalor's Winningmood, o melhor conjunto da principal prova desta quinta, ele será o último a entrar na pista no sábado.

“Quando você é um dos primeiros, você não sabe bem como é a situação e tem que arriscar, o que pode gerar falhas”, comentou Philippaerts.

Apesar dos bons resultados na Sociedade Hípica Paulista, o belga admitiu uma certa dose de apreensão. “Estou muito feliz com o desempenho do meu cavalo e por estar classificado para a grande final de sábado. Fui o 16° a entrar na pista e tive que ficar sofrendo até os outros passarem e eu poder comemorar a primeira colocação”, afirmou.

Segunda colocada, a irlandesa Jessica Kurten afirmou que a tensão de estar disputando a final do Global Champions Tour foi um fator complicador a mais. “Não é um campeonato qualquer, mas sim a primeira eliminatória da final do maior campeonato de hipismo do mundo”, destacou a amazona, ao mesmo tempo em que negou favoritismo. “Tenho certeza que no sábado será ainda mais difícil estar entre os primeiros. Todos os classificados têm chances de vencer”, prevê.

Jessica minimizou a ausência de Nick Skelton na prova de sábado – após sete etapas do Global Champions Tour, o inglês foi o 19º colocado na primeira fase da final e está eliminado da disputa. “Quem acompanhou todas as competições, sabe que ele não pôde trazer os dois principais cavalos. E, no nosso esporte, você forma uma dupla e se é tão bom quanto o seu cavalo junto com você. Seria uma surpresa se ele, em um cavalo novo, conseguisse o mesmo nível dos conjuntos que disputaram o campeonato todo”, destacou.

Por sua vez, o terceiro colocado Tim Gredley, da Inglaterra, também destacou o alto grau de dificuldade desta prova. “Foi uma prova muito rápida onde qualquer vacilo poderia ser fatal. Meu cavalo (Omelli) costuma fazer boas apresentações em provas de velocidade, mas hoje ele se portou melhor do que poderia esperar”, comentou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias