iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

14/10 - 14:14

Técnico da seleção de futsal exalta poder de reação da equipe
"Este grupo tem o melhor estado emocional que vi entre todas as equipes", afirmou PC de Oliveira

EFE

RIO DE JANEIRO - O técnico do Brasil, PC de Oliveira, se mostrou satisfeito com o poder de reação de seus comandados, que venceram hoje a Ucrânia por 5 a 3, após sair atrás no placar, em jogo pela última rodada da segunda fase do Mundial de futsal.

"Nossa equipe sofreu com os erros, mas esqueceu deles jogando. Em uma semifinal ou final, você não pode ficar sofrendo por três minutos em quadra", disse.

"Acredito muito na cabeça deles. Este grupo tem o melhor estado emocional que vi entre todas as equipes", afirmou.

O técnico reconheceu que o Brasil teve falhas individuais, principalmente no início da partida, mas disse que vê estes erros como sinais de auto-confiança.

"Foram falhas individuais, um certo desleixo com o passe em alguns momentos. Mas vejo isso mais como uma auto-confiança do que qualquer outra casa", disse.

Para PC, a equipe deve jogar com simplicidade nas horas difíceis e agir com criatividade no momento de atacar.

"Precisamos jogar com simplicidade quando estivermos atrás no placar. Se for para ser irresponsável, que seja no ataque", disse.

O técnico ressaltou o equilíbrio entre as equipes no Mundial de futsal e disse que o Brasil está no mesmo patamar que as outras seleções.

"Hoje nós somos iguais a qualquer equipe, de todos os ângulos.

Agora, precisamos pensar em como passar das semifinais", disse.

"Se não fizermos tudo que deve ser feito, alguém vai fazer", completou.

PC também disse que não se surpreendeu com o fato de a Itália ficar com a segunda vaga do grupo E. Jogando em Brasília, os italianos empataram com o Irã em 5 a 5 e garantiram a classificação para as semifinais.

"O Irã deixou o Mundial apenas com uma derrota de 1 a 0 para o Brasil e ainda empatou hoje sem dois jogadores importantes. Não foi surpresa a Itália chegar. Só a classificação do Irã que surpreenderia e seria boa, o futsal precisa sair dessa mesmice", destacou.

Em relação ao confronto com a Rússia por uma vaga na final, PC admitiu que a equipe já vem estudando o adversário - que passou ao empatar com a Argentina em 2 a 2.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias