iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

14/10 - 13:54

Para Falcão, seleção de futsal não deve temer novo "Maracanazo"

"É hora de esquecer os tabus, estamos a dois jogos de apagar isso tudo", afirmou o ala da seleção brasileira

EFE

RIO DE JANEIRO - O ala Falcão disse hoje que a seleção brasileira de futsal precisa esquecer tabus relacionados a decisões em casa, como o "Maracanazo" da Copa de 1950.

O jogador do Malwee afirmou que até agora só ouviu falar de tabus e fracassos, referindo-se principalmente à derrota da seleção de futebol na final daquele Mundial em pleno Maracanã.

"É hora de esquecer os tabus, estamos a dois jogos de apagar isso tudo", disse.

O ala havia prometido marcar três gols na partida de hoje contra a Ucrânia e cumpriu. Falcão acabou sendo o destaque da vitória de 5 a 3, na qual também deu uma assistência para Lenísio.

"Acordei muito confiante. Pensei na minha trajetória até aqui, em como eu estava a três jogos de consagrar a minha carreira", disse.

"Quando os gols foram saindo, fui ganhando confiança. E isso também me deixa confiante para o resto do campeonato", completou.

Já o técnico PC de Oliveira afirmou que o momento é de pensar em coisas positivas e mentalizar a disputa da final no domingo, no Maracanãzinho.

"A preocupação é nos divertirmos. Se não for divertido, não vale a pena. Não adianta pensar em coisas ruins. Agora que está começando a passar aquele filme na nossa cabeça, com nossa trajetória até aqui, nesses últimos quatro anos", disse.

"Que seja um filme bom. Quero fazer com que eles entendam o quanto é bom jogar aqui no domingo. Porque eles já sabem como é jogar no sábado", acrescentou.

As semifinais serão disputadas na quinta-feira, também no Maracanãzinho. Primeiro do grupo E, o Brasil enfrentará o segundo colocado da chave F, que sai da partida entre Argentina e Rússia.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias