iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

07/10 - 16:02

Federação Chinesa de Ginástica inicia investigação sobre idade de atletas

FIG já investiga atualmente se ginastas competiram com idade adulterada nos Jogos Olímpicos de Pequim

Gazeta Esportiva

PEQUIM (China) - Para provar que as ginastas Dong Fangxiao e Yang Yun tinham mais de 16 anos nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000, a Federação Chinesa de Ginástica irá conduzir sua própria investigação a respeito do caso, em paralelo com a Federação Internacional (FIG). De acordo com a porta-voz da entidade, Zhou Qiuriu, afirmou que a Federação conta com a ajuda das autoridades locais para obter informações sobre os atletas.

“As nossas autoridades nos fornecem perfis dos atletas, que incluem suas idades. Nosso trabalho foi somente o de selecionar as melhores informações das que nos foram fornecidas. Não somos o governo e não temos qualquer poder”, falou a porta-voz, isentando a Federação de qualquer culpa no caso.

As suspeitas sobre Dong e Yang vierem à tona durante a investigação sobre as idades das ginastas que compuseram a equipe medalhista de ouro da China na Olimpíada de Pequim. Por sua vez, o problema deste ano já foi resolvido, já que a FIG concluiu que as atletas tinham idade mínima para competir. De acordo com as regras da entidade, as ginastas devem completar 16 anos no ano olímpico para poder participar da Olimpíada.

Os documentos que Dong entregou para participar dos Jogos de Pequim mostram que ela nasceu em 23 de janeiro de 1986, o que implica ter 14 anos nos Jogos de Sydney. Porém, na FIG, a data de nascimento da atleta é de 20 de janeiro de 1983. Assim, sem provas concretas, a Federação Internacional deu o caso por encerrado.


Leia mais sobre: ginástica Olimpíada

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias