iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Mais Esportes

07/10 - 14:52

Campeão olímpico e mundial, Irving Saladino reclama de racismo

Primeiro medalhista de ouro olímpico da história do Panamá, Saladino treinou para Pequim-2008 em São Paulo

Gazeta Esportiva

CIDADE DO PANAMÁ (Panamá) - Principal atleta da atualidade no salto em distância, o panamenho Irving Saladino é o protagonista de uma grande polêmica em seu país. De acordo com o campeão mundial e olímpico da modalidade, ele foi insultado com palavras racistas pelo administrador do prédio de luxo onde vive na capital do país.

Saladino afirmou à emissora RPC Radio que foi abordado no estacionamento pelo chileno Raymundo Valdés, que lhe perguntou de forma depreciativa quem ele era e o que estava fazendo ali. Dias depois, ele teria recebido uma carta na qual lhe era indicada a retirada do prédio e que, em uma ocasião na qual deixou o condomínio, seu cartão de identificação foi desativado para que ele não voltasse.

O atleta pretende ir à Justiça alegando crime de racismo porque se inteirou de que Valdés teria dito a frase “Quem é o negro meliante que estava ali?”. O caso mobilizou até mesmo o presidente do Panamá, Martín Torrijos, que o recebeu em seu gabinete e destacou as virtudes cívicas de Irving, além de ter condenado qualquer ato de discriminação.

Primeiro medalhista de ouro olímpico da história do Panamá, Saladino treinou para o Mundial e para Pequim-2008 em São Paulo, com o técnico Nélio Moura, que também treina Maurren Maggi, campeã olímpica feminina da mesma prova. Ainda na China, o panamenho chegou a declarar que “a medalha era metade do Brasil”.

Por sua vez, Valdés alega que nunca fez algum comentário racista contra o atleta, com quem, aliás, jamais teria conversado. De acordo com o administrador, ele só falou com um amigo que acompanhava Saladino, identificado como “Sheer”. Esta pessoa teria alugado o apartamento ao saltador sem cumprir os procedimentos legais. Por isso, Valdés lhe deu um prazo de 24 horas para apresentar o contrato de aluguel, o que não aconteceu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias